ONLINE
14




Partilhe esta Página

D

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

sd

S

S

AWEF

z

S 

D


25 ANOS DE CAMINHADA DA IRMÃ MADALENA

Telemaco-borbense de adoção, a freira faz parte da Família Cruz

2022-01-02 às 00:01:58) Na tradicional missa das 19:30 deste sábado, mas acima de tudo, o primeiro dia do novo ano, de 2022, na Matriz Redentorista de Nossa Senhora de Fátima, um momento de suma importância para a comunidade cristã de Telêmaco Borba: A celebração dos 25 anos de vida religiosa da irmã Maria Madalena Batista dos Santos, que compõem a Congregação das Irmãs Carmelitas Missionárias de Santa Teresa do Menino Jesus.

Na procissão de início até o altar, a acolhida dos paroquianos à dona Ana Flausina dos Santos, os irmãos, as Irmãs da Comunidade São José, de Paranavaí, no Paraná, que representaram todas as Irmãs, as formandas Carmelitas Missionárias de Santa Teresa do Menino Jesus, e a Irmã Maria José de Oliveira, representando a Superiora Provincial.

s

Antes do Ofertório, a entrada do anel, como sinal de compromisso e entrega a Jesus Cristo, “sinal do compromisso e aliança que firmou há 25 anos com o esposo eterno”.

A missa, celebrada pelo pároco, padre Primo Aparecido Hipólito, acompanhado do diácono Edison Aparecido da Cruz, que é primo de Madalena, teve antes de seu encerramento, diversas homenagens, e especialmente, por parte de Congregação, vida a Irmã Maria José de Oliveira.

Antes que chegasse este marcante momento, fora realizado um tríduo, na comunidade Nossa Senhora do Perpétuo Socorro nas Cem Casas.

 

SÉTIMO DIA DO FALECIMENTO DO PROFESSOR MANSUETO

D

Para quem estudou na Presidente Vargas nos idos dos anos 70 e 80, sabe que os princípios morais e cristãos, e de cidadania, era algo que este, que também foi secretário de Educação e vereador, tanto pregava aos seus alunos. Não por coincidência, a missa destes 25 anos de Irmã Madalena, também lembrou uma semana do falecimento de Mansueto Poltronieri, nesta data, porque os princípios salesianos nunca saíram do seu coração, conforme constou um comentário carinhoso ao diretor, por uma ex-aluna, logo que soube de seu falecimento. Valores morais e espirituais de Mansueto, moldaram caráter de toda uma geração!

Presente à missa, junto com seus familiares, inclusive com a mãe, professora Nilma, viúva de Mansueto, estava Rafael Poltronieri, que sendo seu filho, carregado o bonito legado do pai, e hoje está na direção geral do IFPR Telêmaco. Na oportunidade, ele agradeceu a toda comunidade de Telêmaco, as muitas manifestações de carinho em virtude do passamento de seu pai.

 

CONHEÇA MELHOR A HISTÓRIA VOCACIONAL DESTA CONTERRÂNEA, QUE TANTO ORGULHO TRÁS, PARA TELÊMACO BORBA:

(Fonte: Congregação das Irmãs Carmelitas Missionárias de Santa Teresa do Menino Jesus)

Filha de José Batista dos Santos e Ana Flausina dos Santos, nasceu em Paranavaí - PR, no dia 7 de abril de 1966, no bairro Vila Operária, sendo batizada em maio seguinte.

Quinta, dos sete sobreviventes de onze irmãos, dos quais quatro faleceram ainda criança. Era Semana Santa quando nasceu; passava-se a radionovela “História de Maria Madalena”, e daí veio seu nome, para que se tornasse anunciadora de Jesus, já predestinada pela mãe a ir para o convento. Aos nove anos de idade fez a primeira comunhão, na Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Telêmaco Borba-PR.

Em 8 de dezembro de 1983, aos 17 anos, entrou na Congregação das Irmãs Carmelitas Missionárias de Santa Teresa do Menino Jesus, em Graciosa-PR, passando depois para a Comunidade de Paranavaí, onde concluiu o ensino médio.

Em 1988 foi para Uberaba-MG, iniciando o postulantado e, em 1989, o noviciado, etapas da formação inicial para se tornar religiosa. Em 1990, antes de emitir os votos religiosos, fez a experiência apostólica na Vila Sabrina – SP, atuando no Centro de Juventude e na catequese Paroquial. Retornou a Uberaba onde emitiu os votos simples em janeiro de 1991, tornando-se assim membro efetivo da Congregação.

Transferida para Paracatu-MG, dedicou-se à assistência das crianças e adolescentes do Educandário. No fim de 1991, retornou à sua Família, em Telêmaco Borba, onde permaneceu por quatro anos, colaborando na Pastoral da Criança, na catequese e outras pastorais, foi também Ministra da Eucaristia e membro de um grupo jovem. Confirmando sua vocação para a vida religiosa, retornou para a Congregação no início de 1996, permanecendo na casa de Noviciado, em Belo Horizonte – MG, por um ano, onde emitiu novamente os votos em janeiro de 1997. Após a profissão foi transferida para Paracatu - MG, onde colaborou na coordenação do Ensino Religioso e de cursos profissionalizantes do Colégio Dom Eliseu, e atuou na pastoral local.

Dois anos após, foi enviada para Graciosa - PR, assumindo a missão de assistente das meninas internas do Educandário Nossa Senhora do Carmo e depois a coordenação da comunidade, colaborando também na pastoral paroquial.

De Graciosa foi transferida para o Centro de Espiritualidade Flos Carmeli em Mairiporã SP e depois para Santa Maria da Boa Vista - PE, onde se inseriu nas pastorais paroquiais. Depois de um certo tempo, voltou para o Centro de espiritualidade Flos Carmeli.

Foi transferida depois para a comunidade de Guajeru – BA, realizando atividades pastorais e colaborando na obra social Santa Rosa de Viterbo; também fez parte do Conselho Municipal de Saúde. Em outubro de 2017 foi transferida para a Vila Sabrina - SP, onde permanece até hoje, atuando na direção do Instituto de Assistência Social e na pastoral paroquial.

 

LEIA TAMBÉM:

COM ALEGRIA, A IRMÃ MADALENA BATISTA DOS SANTOS. Freira, celebrará neste dia de Ano Novo, seus 25 anos de vida religiosa

SORRIDENTE PEDRO CRUZ, ETERNIZADO NO BANDEIRANTES. Inaugurado ontem, complexo de lazer que o homenageia

--

NÃO DEIXE DE VER NOSSAS ENTREVISTAS ESPECIAIS DE NATAL:

VILMA GASQUES É A PRIMEIRA ENTREVISTA NATALINAJornalista, com grande atuação no impresso, em Campinas, hoje, na assessoria de imprensa

ZECÃO, MOTORISTA DA VINSA E DE TBQuantas lindas historias, e amor, naquilo que escolheu como profissão

MARISA ALONSO: UMA VIDA DA SANTISTA, POR TELÊMACOGuarda Mirim, Câmara, SOS e espírito sempre cidadão