ONLINE
14




Partilhe esta Página

ACITEL

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

AWEF

X

S 

D

W


TIBAGI, AÇÕES E PROJETOS, COM BUTINA!
TIBAGI, AÇÕES E PROJETOS, COM BUTINA!

Prefeito conversou com o Oberekando, ontem

s

2021-09-18 às 11:33:50) A entrevista do final da manhã de ontem, sexta-feira, foi com Butina, o prefeito Artur Ricardo Nolte, de Tibagi. Conhecido pela sua simplicidade, e sobretudo, jamais deixada de lado, tem longa e profícua caminhada em prol de sua população.

 

“ESTOU PREFEITO!”

Chamou a atenção deste jornalista, encontrar o prefeito conversando em sua sala, sem a tão famosa cerimônia: “Com certeza. Aqui em Tibagi, Gabinete do prefeito é portas abertas. Nós só encostamos a porta. Nós só encostamos a porta se tivermos uma reunião particular muito definida, mas caso não, a porta está aberta. Terminou a reunião a porta está aberta, e serve-se a todos. Este é um lema e nós colocamos isso em campanha”. Confidenciou ele que se tem recebido muita gente que quer conhecer o Gabinete, e que nunca nele tinha entrado: “Aqui é a casa do povo!”.

s

O costume dele, sempre com seu boné e camisa entre aberta, é sua marca, e fez questão de esclarecer que a função, é estar, e não ser! Ser, é ele o agricultor, o amigo do povo, e prefeito, ele permanece enquanto estiver à frente da Administração.

 

“VOCÊ VAI PRESTIGIAR A VISITA DO PRESIDENTE BOLSONARO?”

“Com certeza! Já tenho o convite, junto da deputada Aline Sleutjes, que é nossa parceira, e além disso, é organizadora da visita do presidente Bolsonaro, à Piraí, Castro e com a motociata, e nós temos um convite aberto, e nós vamos prestigiar sim, porque veja... a oportunidade de visitar o presidente da República, ou estar com ele, são quase que únicas! E nós temos reivindicações a fazer para nosso município! Nós temos o que levar! Você sabe que nós somos o maior produtor de grãos do Estado. Você sabe que nós dependemos de várias rodovias pavimentadas, asfaltadas, que faltam terminar! No caso a Transbrasiliana! Eu sempre coloco isso! São 66 Km, de Norte a Sul, sem asfalto, no Paraná”. Isso se baseia, explicou, no que o Estado oferta ao Brasil em produtos, alimentação e outros, e Tibagi, assim como Ipiranga, Imbituva, e Ventania, são bastante prejudicados” quanto a essa não conclusão da BR. Afirmou que tem mais reivindicações a fazer, e que não perderia essa oportunidade por nada, e entende que receber um presidente da República, na região, “para nós é uma honraria muito grande!”.

 

IMPORTÂNCIA DO PARANÁ, COM 1/5 DA AGROPECUÁRIA NACIONAL

Disse também o entrevistado, quanto à ministra Tereza Cristina, e da preponderância do Paraná, com um quinto da representação da agropecuária nacional, “e vou dizer, com muita qualidade, com muita tecnologia, e com muita produtividade por área plantada, tanto na área agrícola, como na produção de leite, como suínos, entre outras coisas. E a cada dia temos nos tornado mais fortes neste ramo, por tecnologias, por incentivos, por buscas, e os produtores têm trabalhado muito encima disso daí”. A vinda do presidente, por todas essas credenciais produtivas da região, dá o direito de cobrar benefícios, vê, Butina.

O Oberekando lembrou também a bonita Festa de Ação de Graças Pela Colheita, que em todo mês de agosto acontece na cidade, mas que em tempos de pandemia, por obviedade, não ocorreu. Foi comentado de, “que se Deus quiser”, no ano que vem, o convite a deputada Aline e à ministra Tereza Cristina, a participar, e de inovações para a próxima edição, envolvendo, segundo Artur, a Secretaria de Turismo. Reinhold Stephanes, lembrou ele, já participou em uma das edições.

 

COVID: NÚMEROS EM QUEDA

Os resultados que mostram queda nas positivações por Covid, foi outra citação. “Para nós é uma alegria, pois a gente entende que a vacinação nos deu uma liberdade. Os números de Covid caíram drasticamente. Já fazem mais de 30 dias que nós não perdemos nenhuma vida mais com relação a isso. Nós tivemos aqui vários falecidos, como colegas, amigos, pessoas conhecidas”, lembrando nesse caso, Dr. Zezito, ao qual ele foi seu vice-prefeito, assim como foi de sua filha Ângela Mercer. “Em nome dele, que era presidente da Câmara, estendemos o pesar a todos, que perderam alguém entre seus familiares”.

O momento de pandemia, trouxe de todos os males, também algumas marcas, como por exemplo, um hospital que estava para fechar suas portas no final do ano passado, o Luíza Borba Carneiro, que acabou se tornando referência no atendimento ao coronavírus, recebendo mini-Uti, com nove vagas.  Ele destacou os governos e a iniciativa privada nesta ação. “Se por um lado a Covid levou muitas pessoas, por outro acordou a muitas, para um atendimento melhor na Saúde. E isso não foi só em Tibagi! Foi no Brasil inteiro, no Paraná e em geral”, observou.

 

EMPREGOS

Uma das reivindicações constantes dele, tanto ao Governo Estadual, quanto na AMCG, Associação dos Municípios dos Campos Gerais, é a vinda de empresas de maior porte para o interior, e existem, de médio porte, anúncios para Tibagi, e o prefeito tem feito luta incessante neste sentido. Ele reuniu-se com as prefeituras que compõem o Consórcio Caminhos do Tibagi, aonde novamente fora colocado esta pauta, de indústrias.

 

ICMS DO PROJETO PUMA

Este tema se arrasta, mas importante ser dito que os pagamentos pela Klabin estão desde sempre sendo feitos, mas o empasse é que ao se instalar a unidade em Ortigueira, fora acordado que os municípios envolvidos fariam partilha deste montante. “Nós vamos ao Governo buscar isso! Nós entendemos que é de direito nosso!”.

Disse o prefeito que é sabido que o Estado já assinou este ato, e que a Klabin manteve apoio a essa medida: “O que não aconteceu foi a regulamentação, e nós vamos lutar por esta regulamentação o mais breve possível, para que ano que vem nós passemos a receber essa parcela também!”. Pontuou ele que a agricultura traz uma receita anual, e a madeira, de sete em sete anos, e o pinus, de 20 em 20, e é pouca, e uma boa área do município é destinada a essa produção, e então, se fará justiça, ao se adequar isto!

Da relação da cidade com a Klabin, respondeu: “A Klabin é parceira, e nós temos lutado muito para que seja mais ainda!”. Explicou que só a área de plantio pela Klabin em Tibagi, de cerca de 40 mil hectares, - a cidade de maior em extensão territorial do Paraná - , é maior que a área total, de diversos municípios do Estado, “e eu acredito que essa parceria com a Klabin tem rendido muitos bons frutos”.

 

RELAÇÃO COM A CÂMARA DE VEREADORES

Ele frisou da boa passagem pela Câmara, e tem bom relacionamento com todos os vereadores, respeitando pensamentos contrários. Lembrou que o Legislativo possibilitou a oportunidade de um empréstimo, “para um britador, uma pré-escola (Cmei) do São Bento, e mais pavimentações na cidade. Um empréstimo de R$ 6 milhões e 250 mil. Temos várias Leis que têm sido aprovadas. A Câmara não tem negado a trabalharmos juntos!”.

Perguntado por este Site, a respeito da contribuição da Primeira-Dama do município, Kelly Oliveira, que também é chefe de Gabinete, disse que é o braço direito do prefeito. Ela assumiu por dois meses, a Secretaria de Assistência Social, e por consequência de ser a primeira-dama, preside o Provopar. Neste sentido, já visitou a primeira-dama do Estado, além de que, vários recursos e projetos, até mesmo perdidos, foram repatriados à Tibagi. Destacou a mais, por parte de Kelly, a grande proximidade, também, com os dois distritos, da cidade.

Caminhando ao final do bate-papo, Nolte citou o incentivo que tem sido dado também ao pequeno produtor, além de associações, e que neste trabalho, precisa ser feito a diferença. Novamente, lembrou o Cmei do São Bento, que está no plano de construção entre as três escolas, “que é um sonho”, que inclui a Escola David Federmann, em Caetano Mendes, e a Pré-escola Tibagi Aquarela, que também são anseios, sonhos! “Temos já os recursos bem definidos e pré-garantidos, e vão fazer a diferença e são sonhos dos distritos e da sede!”. A Habitação é outra boa nova, que teve viabilizado o chamamento para a construção de 75 casas, e há uma indicação a serem solicitadas mais 110 unidades. “Estamos caminhando para isso”, acenando também que dentro da Assistência Social, haverá luta pelas “Casas Sociais”. Sempre usando de franqueza, disse que é um caminho lento, este último tópico, mas que está sendo feito, cada dia mais. A parceria com a Hidrelétrica foi também citada, e a pista de caminhada que ela está construindo na avenida, e futuramente deve ser realidade o balneário do lado da usina, mesmo sabendo que em termos de recursos, nesse momento de crise hídrica e baixa no nível do reservatório; não se está tendo o volume normal. O rebaixamento de serras, cascallhamento de estradas, dentre outras ações, foram comentadas pelo prefeito: “Eu vim não pra ser igual, e sim, para fazer a diferença!”.

 

LEIA TAMBÉM:

Bolsonaro desembarcará dia 24 em PG. Agenda foi preparada pela deputada Aline Sleutjes e inclui também, Castro e Piraí do Sul

NATO E PITHI E OS AVANÇOS DE CURIÚVAPrestação de contas e expectativas de muito mais para a população

--

D