ONLINE
13




Partilhe esta Página

DFF

d

ACITEL

s

sr

S

a

A

S

D

C

S

s

d

 DRTE 

D

 MDA

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

A


Aluno premiado no Maio Amarelo
Aluno premiado no Maio Amarelo

Ele é da Escola Municipal Santos Dumont e teve melhor frase

FONTE: PMTB

s

2018-06-12 às 10:02:00) No mês de maio as escolas municipais de Telêmaco Borba participaram do Movimento Maio Amarelo em parceria com a TBTRAN – Divisão Municipal de Segurança Pública e Trânsito, empresas de transportes, Policia Militar e Autoescolas.

Foram diversas atividades realizadas com os alunos de 4º e 5º ano, com o apoio das autoescolas com palestras educativas para o trânsito, para finalizar ocorreu um concurso de melhor frase sobre o trânsito. A Autoescola Dourada fez a doação de uma bicicleta, como prêmio para o ganhador da melhor frase.

Após ser analisada diversas frases pela comissão formada por todos os parceiros do Movimento Maio Amarelo, a frase ganhadora foi :“ As leis de trânsito foram criadas para nos manter seguros, então não vamos misturar liberdade com responsabilidade, sendo pedestre ou motorista, cuidando da vida e prevenindo acidente. ”

A frase é de autoria de Ezequias Guilherme Timóteo, aluno do 5º ano da  Escola Municipal do Campo Santos Dumont, que recebeu o prêmio no dia 05 de junho.

“Eu fiquei muito emocionado de ganhar, não acreditando que a frase era minha, quando comecei a ler eu reconheci a frase, mas minha emoção era tanta, que apenas sorri, e não tive coragem de falar nada, quero agradecer minha professora, por sempre acreditar e cobrar o melhor de nós. E a autoescola Dourada por ter me dado esse prêmio maravilhoso. Eu não tinha bicicleta! ”

Sirlene Reis professora de Ezequias e sua turma, também ficou emocionada por seu aluno ter sido escolhido como a melhor frase da campanha do Maio Amarelo.

 “Eu como professora não tenho palavras para agradecer. Estou extremamente feliz, vejo na frase do Ezequias meu trabalho sendo valorizado, essa profissão realmente é amor, paciência, persistência e muita responsabilidade. E cada aluno que passa pela minha mão eu dou o melhor de mim, realmente tive a certeza que educar vai além dos muros da escola, formando assim o sujeito integralmente”, finalizou a professora Sirlene.