ONLINE
8




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

D

S

C

sd

S

S

AWEF

S 

D


CHICO MOREIRA: Inovação na Engenheiros Associados
CHICO MOREIRA: Inovação na Engenheiros Associados

Ele comentou da Suta Eletrônica e participação em evento no MS

X

2022-05-10 às 19:55:04) Na manhã de hoje, a entrevista foi com o engenheiro florestal, Manoel Francisco Moreira, que ao lado do também engenheiro Gilson Almeida, que reside em Reserva, são proprietários da Engenheiros Florestais Associados. Uma nova aquisição, e a participação em importante evento daqui uns dias, no Mato Grosso do Sul, são os assuntos que foram tratados.

 

O TRABALHO DESENVOLVIDO

“Nossa atividade aqui na região vem tendo como carro-chefe, o inventário florestal”, explicando que essa tarefa traz o volume e o sortimento da madeira, para os proprietários que os contratam para fazer este levantamento, além de suprí-los com informações técnicas de como cortar, quando cortar, a intensidade de fazer desbaste, aonde cortar, aonde plantar, como e o que plantar: “Então tudo isso são atividades que nós desenvolvemos”.

Uma questão por vezes, são os proprietários de extensão de plantio, questionando do porquê dispender quantias com empresas fazendo inventário! Somente depois que percebe um, até mesmo vizinho de sua propriedade, tendo maior lucratividade, após ter contratado esses serviços, e que deixou de ganhar, ou, o que perdeu de lucro. Explicou Moreira, o que geralmente acontece: “Ele vende a floresta com a avaliação do que tem lá dentro, feita por quem está comprando. E quem está comprando, obviamente, se ele enxerga, e, claro, que a gente consegue avaliar”, mas exemplifica o engenheiro Moreira, que aquela área que possa ter 11 mil metros cúbicos, de repente, na hora de extrair a madeira, possa, sem esse trabalho especializado, ser dito em apenas 7, por exemplo.

 

JORNADA NA ÁREA FLORESTAL

O entrevistado, formado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná, explanou seu vasto currículo, deste um período na Engesa (em São José dos Campos), aonde fora desenvolvido o forwarder – novidade na fábrica até então dedicada a produzir bélicos, como tanques. Também, em empresas multinacionais, além de 21 anos na área florestal da Klabin, e, tem seu nome entre os ex-presidentes da Agência da Madeira de Telêmaco Borba, para depois, vir à Engenheiros Florestais Associados.

 

NOVA AQUISIÇÃO TRARÁ MAIOR PRECISÃO NA MEDIÇÃO

O bate-papo teve como intuito principal, o anúncio de uma inovação da Engenheiros Florestais. Trata-se da aquisição da Suta Eletrônica. Esse equipamento proporciona maior precisão na medição do diâmetro das arvores: “Com esta aquisição nós estamos reduzindo em 98 até 99%, o índice, ou a possibilidade de erro humano, na medição, quando no inventário”. Desta forma, ao invés de como eram feitas, as anotações em um formulário, agora o equipamento armazena as medidas, sem a interferência manual, mas sim, usando a Informática.

 

ENGENHEIROS FLORESTAIS ASSOCIADOS NO SHOW FLORESTAL EM TRÊS LAGOAS (MS)

Para manter-se sempre atualizado, e isso é uma das primícias da empresa, os dois engenheiros, Moreira e Gilson, já estão devidamente credenciados, para participarem do Show Florestal, que acontece em Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, e paralelamente, do seminário neste incluso, sobre melhorias tecnológicas que implementarão o setor florestal: “O Gilson participará do seminário e eu ficarei no show”.

 

OUTROS ASSUNTOS

Conversar com Moreira, e não especular-lhe no vasto conhecimento que tem, em múltiplas áreas, seria desatino. Neste sentido, foi perguntado a ele, seu ponto de vista quanto a guerra na Ucrânia, e lembrou que teve muitos amigos, ou ucranianos, ou descendentes. Na infância, na Lagoa, acampamento da Klabin em Monte Alegre, foi coroinha nas missas (no Quilômetro Seis), e celebradas em ucraniano. “O que me marcou, era que no final da missa, o sacerdote falava ‘e agora irmãos, vamos rezar um Pai Nosso, pela libertação da Ucrânia’”. Como era criança, não tinha ainda noção que este país, pertencia à Rússia, compreendendo à União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, a URSS.

Lembrou também do amigo Bohdan Krawczuk, que saiu da Lagoa, na época, e conseguiu ir jogar futebol nos Estados Unidos, e lá reside. Nessas terras da Klabin, ele e Moreira foram parceiros de partidas. Vê o engenheiro, como “a guerra da ambição” por parte da Rússia, o conflito, porque a Ucrânia é terra fértil e com muitas riquezas.

 

RELEMBRANDO:

ÊXITO: DIA DE CAMPO DA AGÊNCIA DA MADEIRA. Evento em Tibagi contou com autoridades municipais, empresas, palestrantes e produtores.

 

LEIA TAMBÉM:

E.F.A. E O USO DE MADEIRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL: Manoel Francisco Moreira abordou temática correlacionando Brasil e Canadá.