ONLINE
8




Partilhe esta Página

C

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

S  

D

 

a

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

S


WALDI MOREIRA SOARES: TANTAS HISTÓRIAS DE TB

ADVOGADO, E VEREADOR EM 5 OCASIÕES

2020-03-21 às 00:42:58) Nosso entrevistado nesta data especial do aniversário de 56 anos de Telêmaco Borba, ajudou a construir o município que hoje temos.

s

Trata-se de Waldi Moreira Soares, atuante advogado, de 71 anos, que nasceu em Sapopema dia 20 de junho de 1948. Ele teve cinco passagens pela Câmara de vereadores, tendo sido vice-presidente desta.

 

MAIS VOTADO NA PRIMEIRA ELEIÇÃO DISPUTADA

s d

--

d d

--

d

“A primeira vez que eu saí candidato a vereador, as eleições eram feitas no dia 15 de novembro. Era diferente de hoje, e eu tive o privilégio de ser o mais votado”. Era o ano de 1976. Para ele, uma das coisas mais importantes que se faz na vida, é concorrer a um pleito, de qualquer nível, “desde ao mínimo, ao máximo, que é o presidente da República. Acho que a gente deve muito ao povo! Desde então, eu sou muito grato ao povo de Telêmaco Borba, àqueles que me votaram. E é uma obrigação, que eu nunca vou pagar. Vai ficar de um legado para meus filhos!”. Cabe lembrar neste sentido que Everton Fernando Soares, Toto, é vereador pela segunda legislatura, e um deles.

Uma cena que este jornalista, ainda criança, pré-adolescente, não esquece, é de ter visto Waldi sendo carregado na comemoração de mais votado, por seus eleitores: quem carregou ele desde o fórum, que é onde hoje se localiza a Câmara, e o ergueu, foi Messias Guerreiro de Paula (In Memorian).

Foi sempre amigo do ex-vereador Luiz Ferreira, mas venceu justamente ele, por 10 votos: Primeira vez e ser o mais votado!

Ele saiu do MDB e passou ao PTB. Chegou a disputar como candidato a prefeito. Soares teve então, um período de três anos na cidade de Colider até Sinop, onde exerceu o Direito, no Mato Grosso. Ele lembra de um episódio em que foi muito ajudado por Daniel Melo, pois com 20 dias, entre preparar a documentação e o pleito, ganhou uma de suas eleições.

Dentre projetos que fez e vê de relevância, destaque ao antidrogas, mas reclamou que nunca ninguém o ajudou a tocar à frente.

 

DEU APELIDO AOS FILHOS

Dois segredos são revelados pelo pai coruja: O apelido do hoje diretor da 23ª Regional de Saúde de Telêmaco, Fofo, a Cleverton Soares, foi dado por uma empregada da família, pois “quando ele nasceu era muito bonitinho, gordinho!”.

Já, Toto, quem sabe ele mesmo descobrirá na entrevista, o porquê do apelido: “Sempre gostei de apelidar meus filhos, e tenho meu primeiro, o mais velho, Carlos Alberto, que mora em Curitiba, era Tata. E o Toto, eu apelidei, pois ele gostava muito de cachorro, e apelidei ele de Totó, e virou Toto, e nem ele sabe a razão. Saberá agora!”.

Falou que o amor remove montanhas e que vive para os filhos dele, e que para ele, nenhum deles cresceu, pois cultiva a eles, o mesmo afeto de quando eram crianças.

 

CARPIDOR DE LOTE

d

Perguntado de algum fato engraçado que colecionou em sua vida legislativa, disse que foi sua trajetória, de carpidor de lote que era em Telêmaco, a ganhar a eleição.

Quando chegou de Sapopema, exatamente com 18 anos, iniciou em Telêmaco, na Harmonia, no caso Klabin, como ajudante de caminhão no Pátio T. Isso em fevereiro de 1966. Trabalhou com José Tibúrcio, cunhado de Izaltino Miranda. “Eu fui um dos melhores ajudantes, mas não podia dormir, de frio, pois não tinha coberta”. Dinheiro então, para ônibus para ir trabalhar, nem pensar....era na carona!

“Deus pra mim, acima de tudo... me ajudou muito... muito. Se eu to hoje, falando com você, eu devo ao Ser Supremo, que tá dentro de mim, dentro de você, e em todo aquele que tem amor em seu semelhante, que é Deus!”.

 

FORMAÇÃO EM DIREITO E O FILHO DE DEUS REGINALDO GUEDES NOCÊRA

d

“Trabalhei 3 anos na Klabin, e teve um filho de Deus, que se chamava Reginaldo Guedes Nocêra, ex-vice-prefeito. Conheci ele através de um serviço advocatício que eu precisei, e ele me incentivou eu estudar. Mas eu falei não tenho condições de estudar e ser advogado. Eu não nasci pra isso! Eu sou carpidor de lote, plantar milho”.

 

LÁGRIMAS E GRATIDÃO AO DR. TRANQUELINO

Agradeceu a Deus que lhe deu uma luz e ele começou a estudar no Mini-ginásio (Colégio Santo António), que funcionava no noturno, onde é atualmente, a Escola Costa e Silva. Outra pessoa que citou dever muito, é ao já falecido ex-prefeito Tranquelino Guimarães Viana, proprietário do Mini-ginásio. Três meses antes da conclusão do ginásio, conseguiu passar no vestibular de Direito, em Bragança Paulista. “O Tranquelino me concedeu o histórico escolar e eu passei na Faculdade Franciscana. Ele ficou devendo o valor do diploma ao Tranquelino, pois não tinha dinheiro para pagar.

O momento mais emocionante da entrevista foi Waldir agradecer In Memorian, indo às lágrimas, ao ex-prefeito, pela benevolência em lhe entregar o certificado de Contabilidade para que ele entrasse na Faculdade. Lamentou nunca ter votado nele por serem de partidos opostos, mas comentou que teve a alegria de tê-lo ido visitar quando já estava debilitado de saúde, e pessoalmente, desculpar-se, por em época passada, não o ter pago o histórico, e lhe dar méritos pelo que é hoje, um renomado advogado.

 

FACULDADE PARA TELÊMACO BORBA: Ele fez parte da legislatura que pleiteou a faculdade própria na época, para Telêmaco, que veio de Jandaia. Na época, com o prefeito Carlos Hugo, com vice, Ivo Bona, e o presidente da Câmara, Onei Alves Ferreira. “Os alunos de hoje nem sabem, talvez nem os próprios dirigentes da Fateb não sabem, que fizemos tudo para ajudar”.

 

COMO VÊ TELÊMACO HOJE?

“Cada dia que passa, vejo muito bem, Telêmaco Borba. É muito difícil fazer mais do que se tem feito, pois... é difícil! Criticar os outros é muito fácil, mas é só você sentar em frente de um microfone, você vê a dificuldade! Você em frente a um juiz para dar um depoimento... ou qualquer outro cargo público neste administrativo, é difícil”. Enaltece que Carlos Hugo teve coragem de enfrentar a Klabin, pois ao vencer as eleições, trouxe pequenas indústrias: “Eles diziam: Olha lá a fumaça das fábricas do Carlos Hugo, saindo lá do Triângulo!”.  Por outro lado, faz justiça também a grande importância da Klabin, para Telêmaco Borba.

 

FOFO SEMPRE ACOMPANHOU WALDI

Ao ser perguntado, como reagiu a tantos elogios na época, ao filho Cleverton (Fofo) na direção da Upa em Telêmaco, lembrou que este, desde pequeno, já o acompanhava na Câmara.

Na época de Carlos Hugo, já trabalhou na Saúde. Também em Imbaú, neste mesmo setor, como secretário. “Não só ele, mas meus filhos, todos são abençoados. Deus há de estar junto com eles, todos os dias que viverem nessa terra!”. Foi falado também nos filhos, craques, Luís Felipe Soares e Luís Henrique Soares, de Fofo e Karen, netos de Waldi.

 

POLÍTICA BRASILEIRA

Na época em que foi vereador, por mais de 20 anos, disse que nunca ganhou mais que diária, quando saia. “Não acho justo, por exemplo, essa corrupção, terrível que existiu no PT, que inclusive o PMDB fazia parte”. Disse que Lula quer se achar Jesus Cristo, e que ainda querem incriminar Sérgio Mouro, dizendo que ele é o errado.

Declarou que votou em Bolsonaro, e que deve filiar-se no partido dele (Aliança, logo que formado). “Sinto tristeza no Congresso Nacional, dos nossos representantes lá, que deixam a desejar”. Lamenta o desrespeito dos congressistas, à ministros, com constantes desacatos. Quanto a Rodrigo Maia, espera que ele seja cassado, especialmente porque ele é denunciado na Polícia Federal. Outro fato infeliz foram os 30 bilhões que iriam aprovar como emendas aos deputados. Também ao tirarem dinheiro de prioridades nacionais, como da Educação, para compor o fundo partidário: “Vejo que é uma vergonha para os deputados”. Outra defesa de Soares, é que se reduza o número de deputados: “250 ainda é muito, Um deputado ganha em torno de 140 mil por mês!”. Fato dito por ele, é que os deputados derrubam os atos de Bolsonaro, que vem a favor da população.

Disse quanto à tentativa de assassinato contra o presidente: “Eu, por exemplo, nunca fiz oração pedindo pra mim, enquanto fui vereador, pra me ajudar e que não me acontecesse nada. Hoje eu oro pelo Bolsonaro, para que Deus dê força e vigor e que o povo tome consciência, fiel, pedindo a proteção espiritual para ele, porque ele está fazendo tudo, que até hoje, até o presente momento, não ouvi falar que tem um roubo dele. E todos aqueles que vacilaram, ele mandou embora”. Acredita Waldi, que se a Câmara dos Deputados continuar como está, acabará pela dissolvição dela e do STF.

 

FÉ NA VIDA: Falando aos jovens e adolescentes, o advogado disse aos pais que deem aos seus filhos, uma educação dentro de uma igreja, pois eles, serão pais, amanhã, e que sem a busca de Deus, não se vencerá na vida. O Brasil só vai vencer se mudar a educação, e que possamos fazer aquilo que é certo em favor do povo. E aqueles que não têm princípio, como vai ser o fim?”. Continuou: “Sou filho de lavrador, mas graças a Deus, todos os meus filhos são pessoas do bem, e tem humildade e educação”.

Dos 56 anos de Telêmaco, e pedido para dar um recado ao prefeito que hoje a administra, parabenizou Dr. Márcio, e lembrou que entre os dois, sempre houve recíproca amizade e ajuda.