ONLINE
8




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

S  

D

 

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Vacinação contra Sarampo e Influenza
Vacinação contra Sarampo e Influenza

Saúde de TB faz alerta

FONTE: PMTB

2020-06-01 às 14:43:42) A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) lembra que a Campanha de Vacinação contra o Sarampo continua sendo realizada em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs).

Até o dia 30 de junho, as pessoas de 20 a 49 anos devem ser vacinadas independente de esquema de vacinação, ou seja mesmo com as doses de tríplice viral (sarampo, caxumba, rubéola) em dia, esse público deve receber uma dose adicional.

A população também deve ficar atenta para a Campanha de Vacinação contra a Influenza. O público alvo que ainda não recebeu a dose, deve procurar uma UBS até o dia 5 de junho, quando termina a Campanha Nacional.

A rotina da vacinação inicia-se a partir de 6 meses e vai até 59 anos, além da população de 20 a 49 anos, é importante que as outras faixas etárias verifiquem se estão com a vacina tríplice viral em dia. Vale lembrar que a vacina contra Sarampo é contra indicada às gestantes.

É necessário levar a carteira de vacina para verificação do esquema.

O sarampo é uma doença infecciosa, transmitida por vírus e que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações decorrentes do sarampo são mais graves em crianças menores de cinco anos e podem causar meningite, encefalite, pneumonia, entre outras. O vírus é transmitido pela respiração, fala, tosse e espirro. As micropartículas virais ficam suspensas no ar, por isso o alto poder de contágio da doença.

Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, exantema (manchas avermelhadas na pele que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo), outros sintomas como cefaleia, indisposição e diarreia também podem ocorrer.

Como não existe tratamento específico para o sarampo, é importante ficar atento com o aparecimento dos sintomas. Os doentes ficam em isolamento domiciliar ou hospitalar por um período de sete dias a partir do aparecimento das manchas vermelhas no corpo.

--

D