ONLINE
9




Partilhe esta PŠgina

C

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

S  

D

 

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

A


TE”LOGO E EX-PADRE, O PARAGUAIO TEONILO BENITEZ
TE”LOGO E EX-PADRE, O PARAGUAIO TEONILO BENITEZ

Ele abre a sessão de entrevistas internacionais do Oberekando

2020-09-19 às 13:58:23) Inaugurando a sessão de entrevistas internacionais, feitas virtualmente pelo Oberekando, Teonilo Benitez Silva. Paraguaio, nascido em Puerto Sastre, na região do Chaco, reside hoje em Luque, região metropolitana da capital, Asunción.

Ele, sacerdote Redentorista por nove anos, foi professor no Seminário Santíssimo Redentor, em Ponta Grossa, onde hoje está alocada a Universidade Tecnológica, e inclusive, deste que aqui escreve – quando foi seminarista, fora diretor espiritual. Casado, sua esposa é Ana Maria, professora universitária e psicóloga.

Das titulações, Teonilo é formado em Filosofia pela PUC, Curitiba, Pr. Em Teologia, PUC, Curitiba, Pr. Psicoterapeuta, naturista, professor de Filosofia, Psicologia, Sociologia, e Filosofia. da Economia.  Também é conselheiro de dirigentes políticos, de diversos partidos. Colabora com a Pastoral Social da Igreja Católica. Educador desde a adolescência, foi secretário consular por dois anos em Foz do Iguaçu e secretário de Recursos Humanos da CIE, na Itaipu Binacional, e é mestre em C. Educação.

“De fato, nós temos 3 pontos que poderíamos ir Oberekando um pouco: A situação atual do Paraguai, depois da Ditadura, depois, alguma coisinha sobre o tratado de Itaipu, e algo sobre a pandemia do Covid19”.

 

O PARAGUAI!

A situação do Paraguai, segundo ele, não está tão boa, e citou um chavão, já comum na tríplice fronteira e que se vê em parachoques de caminhões: “De Fernando em Fernando, nós vamos levando!”, referindo-se aos presidentes Alberto Fernández, da Argentina, de Fernando Lugo, ex-presidente do Paraguai e também os fernandos, já presidentes do Brasil.

Para ele, nos últimos 30 anos, a coisa boa foi que caiu a ditadura, “em toda a América Latina, e para nós foi uma grande novidade, uma coisa nova para os jovens, sair nas ruas livremente, conversar, dançar, ter horário livre, decidir optar por uma profissão! Mas a liberdade foi tão grande, que não soubemos tanto aproveitar! ”.

Particularmente, vê que a democracia perdeu certo tempo, “porque pouco avançamos no sistema educacional, econômico, no cultural, enfim! Mas foi bom! As que aproveitaram foram as grandes empresas agroindustriais, o agronegócio, compraram terras baratas, entraram também muitas empresas brasileiras”, ponderando ele, que “passavam diretas as produções de lá, chegavam ao Porto de Paranaguá, estragavam as estradas do Brasil, pagavam pedágio e nada mais!”. Mudanças também foram feitas no Ministério da Educação, que antes era Ministério da Educação e Culto, e após Educação e Cultura, e agora, de Educação e Ciências. A Ciência, em seu ver, pouco avançou, e o que aconteceu foi o êxodo rural, com a venda das terras e a chegada para as cidades: “Foi uma grande margem do povão, da galera (usando aqui uma expressão brasileira), pequenos agricultores vendiam suas terras, e vinham todos para a cidade, sem preparação, sem capacitação, sem formação técnica para enfrentar a cidade. Assim como Curitiba! Curitiba não tinha favela naquela época, e agora têm!” .

 

O GOVERNO

Fez ele um retrospecto dos governos nacionais, e relembrou que o atual, Mario Abdo Benítez, do Partido Colorado, é da ala de Stroessner: “Ele era pequeno quando estava Alfredo Stroessner, mas é gente boa! ”. Logo que ele assumiu, vieram três a quatro meses, de enchentes e “enfrentou isso, já com todos os problemas sociais. Assistencialismo forçado! Depois a seca! Fogo em várias partes, que enfrentou junto com o Brasil, a Amazonas, e agora, a pandemia do coronavírus”.

Para o combate do Covid, informou que o governo recebeu 1 milhão e 600 mil dólares para a Saúde, como empréstimo do Banco Mundial, mas foi investido em grandes obras, o que também foi importante, porque fomentou o emprego e proporcionou renda, mas observou que pouco usou para a Saúde, e menos ainda para a Educação. Também vieram recursos de Taiwan e Espanha. Também auxiliam os portenhos, a Itália, Alemanha, e Inglaterra.

 

ECONOMIA E ITAIPU BINACIONAL

Disse que tanto em Cidade Del Lest como em Pedro Juan Caballero (Duas divisas com o Brasil), poderia se começar a abrir até mesmo o já conhecido trabalho de vendas, mas também, que se procurem nessas, produzir seus próprios produtos, pequenas granjas e agricultura, “e isso vai salvar o Paraguai”, e que não se dependam apenas de produtos chineses.

Na Educação, está se trabalhando a adaptação com o EAD – Ensino à Distância. Acrescentou que muitas crianças não têm acesso a esse aparato virtual, mas se está indo.

ITAIPU: “O Brasil é muito bom, muito generoso, mas em seu ver, quer continuar a pagar o mesmo subsídio da energia recebida, que era pago no passado. Na época do presidente Fernando Lugo, que governou o país de 2008 a 2012, de 1 dólar por megawatt hora, foi para 3, ou seja, de 120 milhões de dólares, chegamos a 360 milhões, o que ajuda, mas nossa parte é de 25 a 27 dólares”.  Para ele, se se conseguir, dos 9 dólares hoje, ao menos dobrar, ir para 18, o Paraguai vai ter muito dinheiro, sem precisar de empréstimos. Enumerou também outras importantes empresas multinacionais, que trazem divisas ao país, incluiu nestas, a Petrobrás, que tem combustível, diga-se de passagem, no país portenho, mais barato que no Brasil, sendo a fornecedora, brasileira.

 

ESPECIALISTA EM PSICOLOGIA E MEDICINA NATURAL, DEU DICAS DE COMBATE AO COVID

Ele é Especialista em Psicologia e Medicina Natural, e recomendou o sol, como grande auxilio no combate ao Covid19: “Não entrem em casa, acanhados, fechados, pois isso traz aumento do stress, da ansiedade e da angústia. E uma hora, meia hora por dia no sol, não deixa que o vírus pegue a gente! Ele morre no sol”.

Outra indicação dele, é um copo de água quente (com temperatura, digerível, claro), com limão, adicionando-se também a casca deste, que tem muita vitamina C. Toma-se esta medida, de manhã e à tarde, para quem já pegou, ou uma vez ao dia a quem não! É um curativo para o corona, e também ao câncer, segundo ele, de 60 a 90 dias.

Mais uma dica, disse Teonilo, caseira, e de nossos avós, são dois dentes de alhos, meia cebola, um limão, um pouco de gengibre (raiz), e pode, isso caso se tenha, serem acrescentadas 25 gotas de essência de eucalipto, adicionando-se mel. “Não é que cura o coronavírus, é que defende o corpo, deixando-o mais resistente”.

 

REFLEXÃO E MENSAGEM FINAL

“Esse coronavírus, Covid, parou um pouco o mundo, para fazer a gente pensar! O anjo da morte de Deus, para o Egito, mas o anjo da salvação para os poucos outros que acreditam em Deus! Esse coronavírus, parou, destruiu, pela base, a teoria do capitalismo, da produção pela produção, da produção da economia selvagem sem distribuição, e também parou toda a estrutura do socialismo e comunismo, e agora entramos em outra era, da globalização, em que o mundo está pequeno. Todo mundo precisa de todos! Não tem diferenças sociais, econômicas e políticas... todos somos iguais, e todos somos filhos de Deus! ”. Como teólogo também, deixou a seguinte mensagem de encerramento da entrevista: “Tudo passará, e isso também passará, e nós vamos ficar muito melhores! ”.

 

 

LEIA TAMBÉM:

TEONILO BENITEZ SILVA É EX-SACERDOTE REDENTORISTA: Teólogo e professor paraguaio, ele nutre grande afeto pelo Brasil

--

D