ONLINE
9




Partilhe esta Página

D

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

sd

S

S

AWEF

z

S 

D


TB QUER SER UM TERRITÓRIO 100% CIRCULAR

Projeto quanto a resíduos sólidos foi apresentado pela Prefeitura e Klabin

FONTE: PMTB E OBEREKANDO

2021-11-26 às 21:20:57) Ser um território 100% circular, em que materiais e embalagens de vidro, papel, alumínio, metal e plástico, são transformados, reaproveitados e reciclados em vez de serem enviados para aterros sanitários. Este é o objetivo do projeto que une Prefeitura Municipal de Telêmaco Borba e Klabin, numa parceria com o Hub Incríveis, rede de inovação voltada para a economia circular e para a geração de impacto positivo. O anúncio do projeto “Telêmaco Borba - Território 100% Circular (TC100)”, seus objetivos e desafios foram apresentados num evento nesta sexta-feira (26).

Telêmaco Borba é o primeiro município do Brasil a ter um projeto deste porte implementado, e a ideia é que seja utilizado como modelo e inspiração para outras cidades brasileiras. A iniciativa conta ainda com o apoio do ViraSer, um programa de Logística Reversa que atua para acelerar, qualificar e profissionalizar os sistemas de coleta seletiva implantados pelos municípios, com fortalecimento da atuação dos profissionais de reciclagem, especialmente por meio de suas associações. O Viraser também atua em outros cinco municípios que integram o Programa de Resíduos Sólidos da Klabin, uma parceria da companhia com o Consórcio Caminhos do Tibagi que, desde 2012, contribui com ações que melhoram os indicadores ambientais de Telêmaco Borba, Ortigueira, Imbaú, Tibagi, Reserva e Rio Branco do Ivaí.

Entre os desafios mais importantes do novo projeto, está o de aumentar ao máximo possível a reciclagem de embalagens. Para isso, na primeira fase do TC100, que ocorreu em 2021, o Hub Incríveis realizou um diagnóstico detalhado. Por meio dele, sabe-se que o município recicla ao ano apenas 12% das embalagens. Com este cenário, o projeto mapeou os principais problemas e desafios da gestão de resíduos no território e apontou caminhos e oportunidades para elevar ao máximo este potencial de reciclabilidade. Com isto, a Prefeitura e as cooperativas, bem como os cidadãos e entidades privadas, poderão atuar em conjunto. As ações apontadas vão desde melhorias na estrutura das cooperativas, passam por formação e desenvolvimento de lideranças, iniciativas de educação ambiental, e propõem a criação de uma rede de comercialização de reciclados.

Os dados mostram que Telêmaco Borba já está no rumo certo. A escolha da região para ser o projeto piloto do TC100 ocorreu em função do avanço das ações da Prefeitura e do Programa de Resíduos Sólidos da Klabin. Em 2021, foi realizado um trabalho de fortalecimento nas cooperativas do município, com desenvolvimento das lideranças e melhora da logística e da eficiência produtiva. Também foram incentivadas no município ações de educação ambiental e ampliação da comercialização dos materiais. Um dos melhores indicadores do sucesso foi o aumento do volume de vendas e elevação de mais de 200% na renda média dos trabalhadores da cooperativa, além de melhores condições de saúde, higiene e segurança nas operações.

A segunda fase do projeto TC100 ocorre no ano que vem, e consiste em ampliar as ações de educação ambiental no município, fortalecer o plano de coleta seletiva, com nova metodologia (sacolas retornáveis) e instalação de pontos de entrega voluntários. Além disso vai ampliar a rede de comercialização das embalagens recicláveis e propor melhorias nas leis de gestão de resíduos em Telêmaco Borba.

O prefeito, Dr. Márcio Matos, destacou que a questão dos resíduos sólidos é uma luta que a Prefeitura enfrenta há tempos. “É um grande problema que vemos hoje que terá resolutividade. Além de preservar o meio-ambiente, vemos que existe uma grande riqueza no lixo que está se perdendo em aterros. Precisamos implementar políticas de recuperação que melhorem a vida de todos”, afirmou, enaltecendo a parceria entre o município e a Klabin nesta iniciativa.

“Transformar Telêmaco Borba em um território 100% circular é cumprirmos, na prática, os Objetivos Klabin para o Desenvolvimento Sustentável (KODS), a chamada Agenda Klabin 2030 alinhada com os objetivos da ONU, diminuindo os impactos e aumentando a sustentabilidade do planeta”, afirma Uilson Paiva, gerente de Relações com a Comunidade e Responsabilidade Social da Klabin. Uma das metas da Klabin é zerar o envio de resíduos industriais para aterro até 2030.

"Estamos muito engajados neste projeto, fruto da parceria entre a prefeitura e a Klabin. Acreditamos que ele se tornará um marco socioambiental para Telêmaco Borba e, com a participação de todos, deve inspirar outros municípios brasileiros a qualificar a gestão de resíduos e circularidade de embalagens", afirma Luis Fernando Matos, secretário municipal de Planejamento Urbano, Habitação e Meio Ambiente de Telêmaco Borba.

A presidente da Associação Comercial e Empresarial de Telêmaco Borba (ACITEL), Sônia Maria Ribeiro, comentou dos ganhos que os resíduos sólidos podem gerar riquezas. “O lixo é tão rico, gera empregos. Hoje damos um grande passo e tenho certeza que em breve colheremos frutos. Que sejamos um exemplo para outras cidades”, opinou.

OBEREKANDO: Em se tratando também de uma apresentação feita à imprensa, do projeto, quando das perguntas, este veículo recebeu como resposta por parte de Nando Matos, de que o recolhimento de móveis em madeiras e demais artefatos neste sentido, como lixo, que são por vezes deixado em calçadas, e que ainda não tem uma coleta definida por parte da municipalidade, foi tema colocado por sua secretaria, ainda nesta semana, e que para o ano que vem, é algo que se quer avançar estudos para se colocar em prática, visto que essa problemática se estende por muitos anos.

Também empenhado na apresentação deste projeto, pela Klabin, Júlio Clivati Roncaratti, que é coordenador de Comunicação e Relações Institucionais. Já, Priscila Basile, consultora de Responsabilidade Social e Relações com as Comunidades da Klabin, também o explanou para os presentes.“

--

D