ONLINE
4




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Sábado com Mobilização do Maio Amarelo
Sábado com Mobilização do Maio Amarelo

Dezenas de pessoas participaram do evento

FONTE: PMTB

 x

2019-05-13 às 12:57:29) Dezenas de pessoas e veículos participaram no sábado (11) de manhã da caminhada e carreata alusiva ao Maio Amarelo. A mobilização cruzou parte da Avenida Horácio Klabin, saindo do pátio da rodoviária até o semáforo próximo à Casas Bahia.

De acordo com o Chefe de Divisão Segurança Pública e Trânsito, Sidney Lourenção, diversas empresas e grupos aderiram ao movimento e nem a chuva atrapalhou a mobilização. Quem participou do evento viu que além do povo da caminhada, vários carros, vans, ônibus e caminhões estavam na mobilização. “A caminhada foi um sucesso! Estivemos com várias empresas de transporte, com o apoio da Polícia Militar, da Rádio Capital do Papel, dos Escoteiros e muitos voluntários”, comentou.

Lourenção destacou que a caminhada tem o objetivo de despertar nos cidadãos a consciência para um trânsito mais seguro. “Essa caminhada é o lançamento da campanha e tem a intenção de despertar as pessoas para a segurança no trânsito”, comentou, acrescentando que durante todo o ano são feitas palestras, blitz, entre outras ações de prevenção, porém em maio é um mês especial com uma campanha nacional. Inclusive o material de divulgação já está sendo distribuído. 

 

MAIO AMARELO

Em 11 de maio de 2011, a ONU decretou a Década de Ação para Segurança no Trânsito. Com isso, o mês de maio se tornou referência mundial para balanço das ações que o mundo inteiro realiza. O amarelo simboliza atenção e também a sinalização e advertência no trânsito.

O Movimento Maio Amarelo nasce com uma só proposta: chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo.

O objetivo do movimento é uma ação coordenada entre o Poder Público e a sociedade civil. A intenção é colocar em pauta o tema segurança viária e mobilizar toda a sociedade, envolvendo os mais diversos segmentos: órgãos de governos, empresas, entidades de classe, associações, federações e sociedade civil organizada para, fugindo das falácias cotidianas e costumeiras, efetivamente discutir o tema, engajar-se em ações e propagar o conhecimento, abordando toda a amplitude que a questão do trânsito exige, nas mais diferentes esferas.