ONLINE
10




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

D

S

s  

D

 

MDA

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

x


JOSIANE LUQUE: Educação de Sapopema em pauta

Secretária comentou especialmente a excelente nota conseguida no IDEB

2019-05-15 às 20:29:04) Josiane Luque de Oliveira, que é secretária municipal de Educação de Sapopema, falou ao Oberekando. Diversos temas, entre eles o IDEB, que levou a eles inclusive - por terem o maior salto na avaliação em todo Norte Pioneiro -, receberem um diploma do governador Ratinho, também a Feira da Lua, entrega de uniformes e trabalho intersecretarias.

“É um desafio, todos os dias: Programas novos, programas que estão se extinguindo, mas nós estamos aqui para sermos desafiados e trabalhar!”.

 

IDEB E PROVA PARANÁ

O avanço no IDEB, (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) é a menina dos olhos da cidade, pois foram alcançados 1,5 pontos a mais, na última avaliação – em 2017, em relação à 2015: De 4,7 para 6,2.

No ano de 2013, ao iniciar no cargo, o índice alcançado fora de 5,2 e em uma próxima avaliação (2015), até chegou a deixar o cargo à disposição. Mas uma volta por cima e Sapopema foi destaque em todo Norte Pioneiro dois anos depois: “Foi um trabalho feito aos poucos, com toda equipe da Educação”. Fez questão de enumerar professores, pedagogos, toda a parte administrativa, os pais, e os alunos. Disse que este ano novamente terá o IDEB, mas que este não preocupa tanto, em detrimento que o aluno receba a aprendizagem. E se ele está saindo da rede, capacitado. O índice não envolve somente a nota no dia da prova, mas também abandono escolar, e idade/série, “então têm vários outros fatores que interferem no IDEB! Não é apenas o aluno chegar e fazer uma prova, ir bem ou ruim. Têm vários fatores externos que influem na nota do município”.

Perguntada, apenas para efeito que colher opinião de uma líder em administração pública, do que acha da avaliação que será feita com alunos do segundo ano do Ensino Fundamental, disse como “extremamente importante, porque eu vejo uma prova como diagnóstica e não para punir professor, município, ou quem for”. Sim, disse, ela “uma avaliação diagnóstica para ver naquilo que a gente tem que melhorar, porque as vezes a gente comete erros. Para a gente sempre estar planejando a mais, e renovando nosso trabalho em sala de aula”. 

Também quanto ao, em todo Brasil e entre a maioria dos estudantes, o desconhecimento de respostas a multiplicação com a tabuada, por exemplo, rememorou que a Educação não é só problemas e que houve bastante avanços, e que o grande diferencial está nas famílias: “Nós precisamos muito da participação da família na escola, junto ao seu filho!”, como “quando se tem o pai que cobra, que faz fazer a tarefa, que está presente para pegar o boletim”. Feito uma comparação com o esforço dos estudantes de 20, 30 anos atrás, disse ela: “É essencial que a família participe, pois eles têm o potencial que a gente tinha! Até mais, porque eles têm os recursos tecnológicos que são enormes hoje, que podem estar auxiliando as crianças hoje, mas, as vezes, os pais estão mais acomodados na questão da cobrança quanto aos resultados”.

Josiane comentou também que recebeu com surpresa e satisfação a Prova Paraná: “Achei muito interessante por parte de nosso secretário de Estado. Disso, citou que iniciativas como essas vêm no sentido de se melhorar as ações dentro de sala de aula.

Josiane informa que em virtude do IDEB, o município investiu 16 mil reais em livros para os quintos anos, e além da Prova Paraná, tem a prova do Giro, que é uma coleção comprada, contendo Português e Matemática, mas que tudo auxilia para que esses alunos estejam melhores preparados para ir ao sexto ano, no ano seguinte.

 

FEIRA DA LUA

Tendo assumido a Secretaria em 2013, foi convidada pela Provopar, à época, para retomar a Feira da Lua, que hoje é também uma das grandes atrações da cidade. Foi então criado estatuto e com esforço, desde o ano passado, da Cultura, que compõem sua Secretaria e tem como diretor, Roberto Abrão, “que está desenvolvendo um bom trabalho e cada vez mais nós estamos tendo elogios das feiras, com a participação das escolas e entidades”, bem como parceria com outras secretarias, como Saúde, e do Cras, está se “procurando cada dia melhorar mais, para a população sapopemense”.

Hoje a rede municipal tem sete escolas com quase 800 alunos.

 

UNIFORME ESCOLAR: Foi entregue recentemente kit com uniforme escolar para os alunos. Um ponto a parte e suma importância foi lembrar que com esta vestimenta, todos estão iguais e não existe discriminação. O uso deste também possibilita saber se um aluno está fora da escola, por exemplo.

 

INTERSECRETARIAS: “Nosso município tem um convívio muito bom, intersecretários, onde um precisa do outro e ajuda ao outro”, ao ser citado pelo site, a relação com o Esporte. Luque falou que por vezes diz que “na escola eles (alunos) vão por obrigação, mas no esporte vão por prazer”, e isso traz facilidade em conciliar o esporte pelas notas, pelo desempenho e comportamento.

Ao finalizar a entrevista, a secretária agradeceu toda a sua equipe. Também informou que a Educação tem sua própria fonoaudióloga, psicóloga, e nutricionista: “Nada se faz sozinho. É uma equipe trabalhando junto, com um mesmo propósito”. Também Paulinho Branco e Gimerson Subtil foram agradecidos, acrescentando passar a eles a liberdade que se tem a trabalhar e quais os anseios que se tem enquanto Educação e gestora, e apoio recíproco: “Só tenho a agradecer ao Paulinho e ao Gimerson pela confiança a mim depositada”, além de toda equipe da Prefeitura, “que ajuda-nos!”.

d

 

Recentemente a cidade recebeu um diploma do governador Ratinho Júnior, pelo feito da nota do IDEB. Isso também fora manchete dos importantes jornais, seja de circulação regional, como estadual.