ONLINE
13




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

S  

D

 

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Iniciado o Programa Feira do Bem
Iniciado o Programa Feira do Bem

Objetivo é estimular a correta separação de reciclável

FONTE: PMTB

d

2019-12-13 às 07:24:14) A Prefeitura iniciou na manhã de quinta-feira (12), na comunidade do Triângulo o Programa Feira do Bem. Em seguida o Programa foi para o Jardim Bandeirantes. A “Feira do Bem" visa ações ambientais na prática da redução de resíduos fomentando a reciclagem no município propondo a troca de três quilos de material reciclável por um quilo de alimento (frutas e legumes).

A ideia do Programa é estimular a prática da separação do material reciclável que poderá ser trocado por frutas e legumes, em locais de coleta nos bairros chamados de “pontos do bem”.  Nesta primeira edição foram selecionados para troca mais de 3 toneladas de frutas e legumes, entre eles laranja, repolho, beterraba, banana, cenoura, batata e tomate.

O projeto foi bastante elogiado pela comunidade, como foi o caso da moradora do Triângulo, Raquel Nassau Moraes, que foi a primeira pessoa a aderir ao programa, levando seu material reciclável para troca. “É muito boa essa ideia de trocar o reciclável por frutas e verduras. Eram coisas que iam para o lixo e agora teremos produtos frescos para minha família”, comentou moradora que divide a casa com o marido e mais três filhos.

A presidente do bairro Triângulo, Maria Sinhara Feitosa, foi só elogios para a iniciativa do Poder Executivo. “Estou muito contente com esse programa no meu bairro, pois vai nos ajudar a trocar lixo por comida. Ajuda as pessoas e também mantém o bairro mais limpo”, comemorou.

O prefeito, Dr. Márcio Matos, fez questão de estar no primeiro dia do “Feira do Bem”. Ele elogiou a iniciativa e os envolvidos no desenvolvimento do programa. “Essa é uma iniciativa extraordinária, onde todos saem ganhando. A população vai trocar o seu material reciclável por comida, nós teremos uma cidade mais limpa, a Cooperativa de Reciclagem terá mais material para trabalhar. Esperamos a adesão de mais pessoas ao programa nas próximas edições”, declarou.

O secretário de Obras e Serviços Públicos, Ike Kroll, explicou que a ideia do desenvolvimento do Programa vem desde 2017, e que eles aprimoraram e estudaram muito para chegar neste modelo. “Nós trabalhamos incansavelmente para dar essa condição da população trocar o seu material por alimentos e trazer mais saúde para suas famílias”, comentou.

Uma das responsáveis pelo desenvolvimento do programa, a engenheira agrônoma da Prefeitura de Telêmaco Borba, Kelly Rodrigues Bonotto, com esse programa as pessoas passarão a valorizar mais o material reciclável. “O que para gente é lixo, é matéria prima para outras coisas. A troca é importante nesse sentido, porque a partir do momento que é trocado por comida, o reciclável passa a ter valor. Sem contar que contribui para o trabalho da Cooperativa de Reciclagem”, explicou.

O vereador Maurício Diógenes de Castro sugeriu em 2013 o projeto da “Feira do Bem”. Ele se mostrou satisfeito com a implantação do programa. “Há seis anos venho lutando para implantação desse programa e achei extraordinária a iniciativa do prefeito em fazê-lo. É algo que já existia em outras cidades, e o que é bom é preciso que façamos aqui também”, alegou.

 

CRONOGRAMA

A “Feira do Bem” segue suas atividades até o dia 20 de dezembro e retorna no dia 16 de janeiro do próximo ano. Além dos bairros Triângulo e Jardim Bandeirantes, no dia 12 ainda há edições na Área 6 (14 horas – UBS) e na Área 7 (16 horas – Complexo de Lazer).

 Na sexta-feira (13), a troca será nos bairros São João (8 horas – UBS), Área 2 (10 horas – UBS), Jardim Alegre (14 horas – CMEI Henriqueta Lisboa) e Jardim Itália (16 horas – em frente Assembleia de Deus).

Na quinta-feira (19), os moradores do Alto das Oliveiras (8 horas – CMEI Maria Mazzetti), Centro (10 horas – Furtadão), Bela Vista (14 horas – Centro Comunitário), Marinha (16 horas – UBS) recebem os caminhões da “Feira do Bem”.

Na sexta-feira (20), o Projeto atende os bairros Santa Rita (8 horas – Complexo de Lazer), Cem Casas (10 horas – UBS), BNH (14 horas – Minicentro), Jardim Europa (16 horas – próximo ao CAIC).

É importante que a comunidade leve sacolas para a retirada dos alimentos. A troca não será realizada nos feriados.

 

O QUE PODE SER TROCADO

Papéis Jornais, cartazes, revistas, folhas de cadernos e provas, caixas de papelão em geral, formulários de computador, envelopes, rascunhos, fotocópias, embalagens tetrapak (suco, leite, etc.).

Todos os tipos de embalagens plásticas (PET, material de limpeza, shampoo, etc.), copos descartáveis (água, café), embalagens de (leite, maionese, margarina, ovos, etc.), canos, tubos, sacolas plásticas, escovas de dente, canetas esferográficas, baldes, artigos de cozinha (plástico).

Garrafas de vidro de bebidas (refrigerante, cerveja, suco, vinho, etc.), potes (molhos, maionese, condimentos.

Lata de folha (lata de óleo, salsicha, leite em pó, etc.), latas de alumínio, outras sucatas e ferros residenciais.

 

NÃO SERÃO ACEITOS

Etiquetas adesivas, fita crepe, papel carbono, celofane, papel de fax, papel parafinado, metalizado, plastificado, guardanapo sujo, fotografias, radiografia (raio x), papéis sujos, papel sanitário, tocos de cigarro e carbono.

Espelhos, vidro de janela, box de banheiro, porcelanas, cristal, cerâmicas, vidros de automóveis, utensílios de vidro temperado (formas, travessas, pratos, etc.) tubos de televisão, válvulas e monitores de computadores, ampola de medicamentos, lâmpadas incandescentes, fluorescentes, Led e outras.

Geladeiras desmontadas, fogões desmontados, peças de máquinas e equipamentos agropecuários.