ONLINE
4




Partilhe esta Página

DFF

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Dr. Márcio assina OS do Cidade Vigiada
Dr. Márcio assina OS do Cidade Vigiada

Lançamento da primeira etapa foi prestigiada por diretores de escolas e Cmeis que serão beneficiados

FONTE: PMTB

s

2019-04-02 às 07:04:11)  Foi assinada na manhã de segunda-feira (01), pelo prefeito Dr. Márcio Matos, a ordem de serviço para a primeira etapa da instalação de câmeras de videomonitoramento nas escolas municipais e CMEIs do programa “Cidade Vigiada”.

A primeira etapa custará R$ 88 mil e compreende a instalação de câmeras em sete escolas municipais e quatro CMEIs. Inclusive as diretoras das unidades de ensino participaram do lançamento, onde puderam conhecer mais sobre o funcionamento e os passos do programa.

Na primeira etapa serão beneficiadas as escolas Santos Dumont, Castelo Branco, Juventina B. da Silva, São Silvestre, Euclides Marcola, Gonçalves Ledo, e Paulo Freire. E os CMEIs Cândido Portinari, Olavo Bilac, Cecília Meireles e Elias José.

O secretário geral de Gabinete, Nando Matos, explicou que esse modelo do Cidade Vigiada vem sendo estudado há mais de um ano. “Esse é o pontapé inicial. Na educação serão cerca de 400 câmeras em 40 unidades escolares. Esse programa nos permitirá inibir e também identificar os autores auxiliando no processo criminal”, explicou.

Nando também acrescentou que o novo modelo dará dinâmica aos vigilantes, que receberão treinamento adequado para trabalhar na Guarda Patrimonial. Ele também citou o investimento em inteligência e tecnologia, que auxiliarão na otimização do sistema de videomonitoramento, antecipando e também identificando possíveis situações de conflito ou criminalidade, num sistema de “Muralha Virtual” que trabalha na prevenção e também investigação de crimes.

Em seguida, o chefe da Seção de Vigilância Patrimonial, Paulo Sérgio Teixeira, apresentou o sistema de câmeras de videomonitoramento, que está entre os mais modernos do país. “As câmeras têm um ótimo zoom, filma em full HD, são discretas e tem o poder de armazenar as gravações. Em todas as unidades serão filmados o perímetro, entradas e saídas”, explicou, acrescentando que as imagens ficarão restritas aos responsáveis pela central de monitoramento, sendo liberadas caso sejam solicitadas pela polícia ou Justiça.

Dr. Márcio elogiou toda a equipe envolvida no projeto e disse que a segurança é um esforço de toda a gestão. “Toda nossa estrutura está envolvida num esforço concentrado para segurança. E as escolas merecem uma atenção especial do nosso governo”, destacou, acrescentando que deseja que o modelo da Guarda Patrimonial seja exemplo em todo o estado.

Ao todo serão investidos cerca de R$ 3 milhões, sendo que R$ 300 mil serão oriundos de recursos da Secretaria de Educação, R$ 400 mil do orçamento da Secretaria de Administração e R$ 2,3 milhões serão da Caixa Econômica Federal, através do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa). A secretária municipal de Educação, Rosimeyre Barbosa Siqueira Carneiro, disse que esse investimento é muito bem gasto. “Vai contribuir para segurança das professoras, funcionários e alunos. Nós ficaremos melhor assistidos. Pois ficamos angustiados com alguns casos de criminalidade em colégios e isso vai ajudar a prevenir”, contou.

As professoras deram uma resposta muito positiva sobre o programa. Inclusive citaram casos que as escolas foram furtadas e assaltadas, com bandidos entrando armados. Com o programa elas acreditam que inibirá essas ações de criminosos. “Esse programa vai proteger principalmente as pessoas contra essa onda de violência. As professoras se sentirão mais protegidas”, opinou.

O presidente da Câmara, Ezequiel Ligoski Betim, e o vereador Mário Cesar Marcondes, estiveram na reunião e elogiaram o programa. Eles também destacaram que votarão com urgência a verba para financiamento do restante do programa e que para os vereadores pautas como saúde, segurança e educação são prioridades.