ONLINE
9




Partilhe esta Página

D

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

D

S

s  

D

 

MDA

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

x

s


Doutores Márcio e Ede com a Saúde do Estado
Doutores Márcio e Ede com a Saúde do Estado

No primeiro encontro com nova gestão eles pleitearam a Unidade do Erasto Gaertner e funcionamento do Hospital Regional

s

2019-01-09 às 08:07:45) O prefeito Dr. Márcio Matos, esteve junto com o deputado estadual, Alexandre Curi, o secretário Municipal de Saúde, Ede Pukanski e o Chefe de Gabinete, Wanderley Batista Carneiro, reunidos com o novo secretário Estadual de Saúde, Beto Preto. Na pauta da reunião estava o funcionamento do Hospital Regional e a instalação da Unidade de Serviço de Oncologia Clínica Adicional do Hospital Erasto Gaertner.

Sobre o funcionamento do Hospital Regional, o secretário estadual afirmou que tem interesse no pleno funcionamento do Hospital o mais breve possível, com qualidade de atendimento. Ele também falou que num prazo de 45 dias irão definir como será o funcionamento do Hospital, se fica a cargo do Governo Estadual, se permanecerá com a Funeas ou outra Fundação ficará responsável pelo Serviço.

Sobre a Unidade do Erasto Gaertner, Preto explicou que vai tomar um maior conhecimento do projeto, porém se mostrou bastante sensibilizado com o plano, pois atenderia várias pessoas na cidade, que não precisariam se deslocar para Curitiba para se tratar do câncer.

O prefeito, Dr. Márcio, agradeceu a receptividade do novo secretário e também ao deputado Alexandre Curi, que já no início o mandato conseguiu uma audiência para tratar da Saúde. “É importante que um investimento como esse não fique parado. E o governador Ratinho Jr. determinou que funcione o quanto antes e com atendimento de qualidade. Isto nos deixa muito satisfeito”, afirmou.

O secretário Ede Pukanski destacou a importância do funcionamento pleno do Hospital Regional. “Nós explicamos que hoje pelo menos duas vezes por semana enviamos gestantes em alto risco para o Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo. Com o hospital funcionado evitaríamos esses transtornos e desgaste”, alegou.

Sobre a Unidade do Hospital Erasto Gaetner, Pukanski contou que Preto se mostrou sensibilizado com os pacientes de Telêmaco Borba. “Hoje 50% das pessoas que transportamos para Curitiba fazem tratamento contra o câncer. Em média são 60 pessoas que vão diariamente para Curitiba. Com uma unidade em Telêmaco Borba evitamos que essas pessoas tenham desgaste e façam seu tratamento com mais comodidade”, finalizou.