ONLINE
14




Partilhe esta PŠgina

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

S  

D

 

a

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Dia D vacinou 822 pessoas em TB
Dia D vacinou 822 pessoas em TB

Dose preveniu o sarampo

FONTE: PMTB

s

2020-02-18 às 07:06:14) O Dia D da Campanha de Vacinação contra o Sarampo realizado no sábado (15) imunizou 822 pessoas. Durante todo o dia as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) de Telêmaco Borba ficaram abertas para atender o público alvo.

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) iniciou a campanha na segunda-feira (10), e com as vacinas ministradas no Dia D contabilizou 2.013 doses aplicadas. A Campanha será encerrada no dia 13 de março.

A população na faixa etária de 20 a 29 anos, são mais acometidos pela doença, e devem priorizar a vacina. Em Telêmaco Borba são 12 mil pessoas, entretanto, somente 563 procuraram uma UBS para receber a dose.

Esse grupo pode ser imunizado uma vacina independente de histórico vacinal. As outras faixas etárias terão seu cartão avaliado e só receberão a dose se não estiver em dia.

É necessário levar a carteira de vacina para verificação do esquema, pela unidade de saúde, pois somente será imunizada a pessoa que nunca recebeu a dose ou que esteja com o esquema vacinal incompleto.

O sarampo é uma doença infecciosa, transmitida por vírus e que pode ser contraída por pessoas de qualquer idade. As complicações decorrentes do sarampo são mais graves em crianças menores de cinco anos e podem causar meningite, encefalite, pneumonia, entre outras. O vírus é transmitido pela respiração, fala, tosse e espirro. As micropartículas virais ficam suspensas no ar, por isso o alto poder de contágio da doença.

Os sintomas mais comuns são febre alta, tosse, coriza, conjuntivite, exantema (manchas avermelhadas na pele que aparecem primeiro no rosto e atrás da orelha e depois se espalham pelo corpo), outros sintomas como cefaleia, indisposição e diarreia também podem ocorrer.

Como não existe tratamento específico para o sarampo, é importante ficar atento com o aparecimento dos sintomas. Os doentes ficam em isolamento domiciliar ou hospitalar por um período de sete dias a partir do aparecimento das manchas vermelhas no corpo.