ONLINE
18




Partilhe esta Página

A

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

D


CPV com projetos constantes passou por reformas
CPV com projetos constantes passou por reformas

Tradicional na cidade, instituição é dirigida pela professora Maria Aparecida

X

2019-11-29 ÀS 06:44:47) Na tarde de ontem (28), a professora Maria Aparecida Gomes, diretora do Colégio Estadual Presidente Vargas, comentou com o Oberekando, do andamento desta instituição, que é uma das mais tradicionais de Telêmaco Borba.

Recentemente, sua estrutura com um aporte de 500 mil reais, teve pequena reforma, onde elas “não aparecem tanto, mas as melhorias foram grandes, como a troca de todo o telhado, a pintura das salas e do Bloco 2, troca de piso, que foram alguns consertos que se faziam mais necessários na escola”.

Muitas atividades e projetos, neste ano de 2019! Ela convidou para quem quiser melhor conhecer a escola, entrar no FACEBOOK dessa e no BLOG (CLIQUE EM CADA UM E CONFIRA). “Por último fizemos com o período da manhã, a Semana da Consciência Negra e Diversidade Cultural, e no período da tarde, uma “Feira de Ciências”.

Respondendo se percebe o carinho da população, especialmente os mais velhos, ao CPV, disse que sim, e principalmente de ex-alunos. Muitos veem para matricular familiares justamente por neste ter estudado: “Nós sabemos que a realidade é outra agora, mas é pelo ambiente. Nós temos um ambiente muito favorável aqui! Livre de brigas. Lógico que ocorre algum contratempo dentro da escola, mas o nosso trato com o aluno e com a família é diferente. Nós nos denominamos ‘Família CPV’, e esta família são todos os que trabalham aqui, os que tem seus filhos aqui. Os nossos alunos!”.

Outra curiosidade é que, a exemplo deste jornalista, ex-aluno do CPV, ainda se persiste chamar o local, pela antiga nomenclatura, a Escola Presidente Vargas. “Recebemos visitas de ex-alunos aqui. Foram registradas e está no Blog da Escola”.

“Costumamos falar aos estudantes, que dentro da Escola, o que vai ficar para eles, são os conhecimentos que eles adquirem, e as amizades que eles fazem dentro deste ambiente! É uma coisa que vai ficar marcada para o resto da vida. E eles têm que saber aproveitar. Aproveitar aqueles conhecimentos que os professores estão repassando para eles, e para guardar, para ter para sempre essas amizades, que elas são verdadeiras. As amizades das escolas são amizades verdadeiras! É algo que a gente sempre está falando para eles!”.

Hoje a escola tem em média 380 alunos e em possibilidade de atender a quem aqui queira vir pois temos espaço e ambiente para isso. Entre professores e funcionários, 54 pessoas.

Daniele Casturina da Silva Santos, na foto com Maria Aparecida, é pedagoga do período da tarde do CPV.

S