ONLINE
11




Partilhe esta Página

a

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

S  

D

 

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


CORONA: Saúde traz alento, mas pede cuidados
CORONA: Saúde traz alento, mas pede cuidados

Dr. Ede agradeceu população, profissionais da Saúde e respondeu se TB está usando a Cloroquina

 d 

2020-08-26 às 17:55:20) No começo da manhã desta quarta, uma conversa franca com o secretário de Saúde de Telêmaco Borba, Dr. Edemilson Pukanski. O combate e prevenção ao Covid-19, o auxílio da população e da sociedade civil organizada, gratidão aos profissionais da Saúde e a pergunta: Telêmaco está usando Cloroquina?

“Estamos desde março, a Secretaria Municipal de Saúde e a gestão municipal, nesse enfrentamento da pandemia do coronavírus. Já se vão ai cinco meses, e neste período a gente pode, e estamos contando realmente, e aqui já aproveitando, para agradecer a todos da Secretaria Municipal de Saúde e das outras secretarias da Administração, que foram e são importantíssimas para esse enfrentamento, mas em especial, aos nossos funcionários... todos, que graças à sua dedicação e seu comprometimento, nós estamos conseguindo dar o atendimento à nossa população, e se Deus quiser, vamos vencer essa pandemia, porque isso vai passar!”.

 

APOIO DE DEPUTADOS COM EMENDAS

O secretário lembrou que 80% daquilo que foi e é necessário para suprir as custas da prevenção e combate ao Covid-19, são ônus do município, e 20% divide-se entre Estado e União. Citou que todo momento da economia, com queda elevada no ICMS e FMP, acarretou ainda mais às cidades, que estão na ponta da linha, onde de fato as coisas se dão. Também agradeceu a todos os deputados, estaduais e federais, que destinaram emendas para esta empreitada. Esta atitude acaba que amenizando a queda de receita.

 

TELÊMACO... ESTÁ USANDO A CLOROQUINA?

Ele disse que segue aquilo que haja comprovação científica, e como secretário de Saúde de Telêmaco, vê que o que tem, de fato demonstrado eficácia quanto ao coronavírus “é o uso de máscara, distanciamento, ficar em isolamento quem pode, evitar aglomeração, e o álcool em gel! Esse é o remédio que nós temos... esse é o principal”.

A responsabilidade da prescrição do medicamento, é do médico, pela relação “que tem com o paciente e faz a prescrição”. Continuou: “Lógico, nós temos em nossa rede, em nossa farmácia municipal, todos esses medicamentos que são veiculados na mídia, a Azitromicina, a Ivermectina, a Hidroxicloroquina, existem à disposição”, epigrafa ele, com ênfase: “do médico!”.

Então, disse, “que é um ato médico, e que não há proibição da Secretaria Municipal de Saúde, nem do Governo Estadual, mas o médico entendendo que há necessidade de prescrever, ele está apto a fazê-lo”. Pukanski disse que pedir, o paciente pode, que se receite a Hidróxicloroquina, “mas quem decide é o médico! É de responsabilidade do médico”.

Vê como demagógica por alguns municípios, a distribuição desses medicamentos, de Cloroquina, “aleatoriamente, preventivamente, e até já têm estudos que nesses locais”, segundo ele, “do avanço da pandemia”, e, “sem nenhum fundamento científico, inclusive estão sendo responsabilizados pelos tribunais de conta”. Afirmou: “Esse tipo de ação, de distribuir Hidróxicloroquina em massa para a população, não foi feito, e não vai ser feito”, em Telêmaco.

 

EXTERNOU SENTIMENTOS AOS FAMILIARES DOS QUE VIERAM A ÓBITO E EXALTOU NÚMERO DE RECUPERADOS

Disse que a maioria dos casos evoluem bem, e há um grande número de recuperados. Mas salientou: “Claro, nós lamentamos todos os óbitos que tivemos, e aqui, os meus sentimentos para todos os familiares, que perderam um ente querido.  Neste momento da entrevista fora feito alguns segundos de silêncio em memória póstuma a eles. Oportunidade propícia também para se recordar a memória de trabalho em prol da comunidade, de dois grandes médicos que faleceram, e estendidos em memória deles também, o instante póstumo – Dr. Arnaldo Feitoza e Dr. Artêmio Prando.

Foi também dito a respeito das pessoas que tiveram comorbidades, e em detrimento disso, foram acometidas do vírus e vieram a óbito, e os questionamentos de que a pessoa foi por um motivo alheio ao corona e faleceu desse mal, também.

 

ESTRUTURA E LOGÍSTICA DE ATENDIMENTO E HOSPITAL REGIONAL

Agradeceu aos servidores que estão na linha de frente e a todos os profissionais de saúde, sejam públicos ou particulares. Explicou que foram agilizadas estruturas, tanto o IDF, agradecendo sua diretoria que mobilizou equipe, e também ao Governo do Estado e Indústria Klabin, por colocarem em funcionamento o Hospital Regional, especificamente para o enfrentamento do Covid. “Conseguimos sair de quatro leitos de terapia intensiva para 20 leitos no hospital de campanha, e aqui, os nossos agradecimentos a todos que participaram, especificamente às Indústrias Klabin do Paraná, ao Governo do Paraná, governador Ratinho, e também ontem nós participamos de uma reunião por videoconferência, onde o diretor da Urgência e Emergência do Paraná colocou que, passado a pandemia, nosso Hospital Regional, aqui, provavelmente continue em funcionamento, e nó vamos estar juntamente com a Administração Municipal, fazendo todos os esforços, para que o hospital continue funcionando, naquilo que ele foi preconizado, que é ser uma referência regional ao atendimento materno infantil”, porque segundo ele, não se pode conviver com um índice de mortalidade infantil “vergonhoso que nós temos em nossa região”.

Falou que os suportes, e pilares deste enfrentamento do Covid são união, transparência, divulgação na imprensa trazendo essa transparência, e a contribuição da população, elogiando também neste caso, o comprometimento da sociedade civil organizada no Concovid, como a Acitel e a Braslumber, além da Klabin, dentre outros segmentos.

 

“HÁ UMA TENDÊNCIA NA DIMINUIÇÃO DOS CASOS, MAS ISSO NÃO NOS DÁ O DIREITO DO RELAXAMENTO”

Um alento foi repassado por Dr. Ede: “Provavelmente, nós atingimos o ápice em nossa cidade. Há uma leve tendência na diminuição dos casos, mas isso nós precisamos de mais uma semana para podermos confirmar se oficialmente está acontecendo, mas isso (Oberek), não nos dá o direito ao relaxamento”, especialmente pelo que se vê nos noticiários do ressurgimento de alguns casos, que se já tinham, imaginou-se, curados.

CUIDADOS CONTRA A DENGUE: Foi aproveitada a ocasião para um alerta do secretário, quanto aos cuidados básicos que se deve ter para evitar-se a proliferação do mosquito da dengue. Se houver essa omissão por parte de cada um olhando seu quintal e os acúmulos de água parada em vasos, dentre outros, “se nós ainda não conseguirmos ter passado pela pandemia do coronavírus, ainda mais, casos de dengue, daí sim, nós estaremos num caos verdadeiramente instalado”.

 

ATENÇÃO!

s

Devido ao grande fluxo de serviço, os dados dos dias 25 e 26 de agosto estão sendo revisados e serão divulgados posteriormente, sem prejuízo de informação.

O Comitê Intersetorial de Enfrentamento ao COVID-19 (COMCOVID-19), pede a compreensão de todos e reforça que trabalha com seriedade, sempre buscando trazer a informação correta e transparente.

--

--

D