ONLINE
6




Partilhe esta Página

d

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

C

S

s  

D

 

MDA

s

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

S


Cooperativas têm opções para diferentes perfis
Cooperativas têm opções para diferentes perfis

O Sicredi, por exemplo, contém um amplo portfólio

FONTE: SICREDI

de

2018-09-26 às 08:51:47) As cooperativas de crédito fazem parte do mercado financeiro e também oferecem diversas opções de investimentos. O Sicredi, instituição que conta com mais de 3,8 milhões de associados em todo o Brasil, é um exemplo disso. A cooperativa tem um amplo portfólio de produtos, com alternativas que atendem de investidores conservadores – que buscam menor rentabilidade e maior segurança – até os mais arrojados.

“Quem se associa e investe na instituição, além de receber o rendimento dos valores aplicados, consegue ter maior lucratividade porque passa a fazer parte do quadro social da instituição (um cooperado) e, portanto, participa dos resultados (lucros da cooperativa) gerados no final do ano”, diz a gerente de desenvolvimento de negócios do Sicredi, Adriana Zandoná França, ressaltando que em 2017 a instituição alcançou um resultado líquido de R$ 2,35 bilhões e cerca de 1/3 desse valor retornou para os associados. Segundo Zandoná, este é um grande diferencial das cooperativas, como o Sicredi: o associado ganha duas vezes: no rendimento da aplicação e também na parcela do resultado da cooperativa que retorna a ele”.

Além de participação nos excedentes, outra vantagem é que ao investir em papéis da cooperativa o investidor também colabora com o desenvolvimento da comunidade onde a instituição financeira está localizada, pois os recursos depositados são reinvestidos na região, fortalecendo a economia local e gerando riquezas, garante Adriana. “A partir de R$ 20 já é possível se associar e começar a investir”.

Para perfis conservadores, a instituição recomenda as opções de renda fixa. A poupança, que tem rentabilidade menor, mas em contrapartida apresenta maior segurança, é a mais simples. No ano passado, a carteira do Sicredi alcançou R$ 9,59 bilhões, montante 39,4% superior ao registrado em 2016. O poupador da instituição, além de participar dos resultados, também concorre a sorteios semanais de R$ 2 mil, mensais de R$ 10 mil e um prêmio de meio milhão no final do ano.

Outros dois produtos financeiros de renda fixa sugeridos a conservadores são o RDC (Recibo de Depósito Cooperativo), semelhante ao CDB (Certificado de Depósito Bancário), e o Sicredinvest. Ambos são atrelados ao CDI (Certificado de Depósito Interbancário), indexador referência que determina a rentabilidade mínima de um investimento e costuma acompanhar a Selic, taxa básica de juros. Quanto maior o tempo de permanência dessas aplicações, maior a rentabilidade. O período mínimo é de 30 dias.

A Letra de Crédito do Agronegócio (LCA), com percentual atrelado ao CDI, também é uma opção de renda fixa sugerida. A diferença entre essa opção de investimento, o RDC e o Sicredinvest é que, a LCA é isenta de Imposto de Renda (IR). “Então, como não tem IR, essa opção acaba tendo uma rentabilidade ainda maior”, relata Adriana.

Para o investidor moderado, o Sicredi oferece investimentos em fundos de renda fixa e variável, como o fundo de inflação e os fundos multimercado. São opções com maior volatilidade, todavia apresentam uma rentabilidade acima da Selic. O fundo de inflação, por exemplo, busca rentabilidade do indicador IMA-B, composto por vários títulos públicos federais. “É indicado para aquele investidor que procura retorno de aplicações em médio e longo prazo”, diz Adriana.

Já o fundo multimercado diversifica o investimento do associado em renda fixa e variável e é caracterizado por não concentrar as aplicações em nenhum fator de risco em especial. “É um fundo que o gestor pode mudar as suas posições ao longo do mês, conforme a movimentação do mercado, trazendo boa rentabilidade para o investidor”, afirma Adriana.

Para perfis mais arrojados ou agressivos de investidores, o Sicredi tem fundos que podem apresentar uma rentabilidade maior em longo prazo. Umas das opções é o fundo Ibovespa, que busca ultrapassar a rentabilidade do índice Bovespa – Ibovespa e proporciona resultados futuros. A aplicação inicial mínima nesse título é R$ 500.

Outra sugestão é o fundo Petrobras, que acompanha o desenvolvimento das ações da Petróleo Brasileiro S.A – Petrobras. Essa alternativa busca investir 90% dos recursos do investidor na companhia petrolífera e 10% em títulos de renda fixa do Tesouro Nacional. A aplicação inicial deve ser de R$ 200.

“Em investimentos de renda variável como esses, cuja volatilidade é maior, o investidor precisa ter mais cautela e perseguir uma visão de médio e longo prazo, pois como o próprio nome diz, a renda é variável, ou seja, oscila de acordo com o indexador do fundo”, alerta Adriana, ressaltando que no site do Sicredi é possível acompanhar a lucratividade dos títulos no dia, mês e no acumulado dos últimos 12, 24 ou 36 meses.

Adriana ainda reforça o papel de aconselhamento dos gerentes regionalmente: “como nada substitui uma boa conversa, especialmente quando se trata de investimentos e todas as suas variações recomendamos que todos que se interessem procurem se informar e também procurem uma agência do Sicredi para conversar com os nossos gerentes. Nos últimos anos temos expandindo nossa rede de atendimento justamente para levar este aconselhamento a mais e mais pessoas. É mais um diferencial do Sicredi. No Brasil todo já temos praticamente 1.600 agências”.

 

SOBRE O SICREDI

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento dos seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. O modelo de gestão valoriza a participação dos 3,8 milhões de associados, os quais exercem um papel de dono do negócio. Com presença nacional, o Sicredi está em 22 estados* e no Distrito Federal, com mais de 1.600 agências, e oferece mais de 300 produtos e serviços financeiros. Mais informações estão disponíveis em www.sicredi.com.br.

*Acre, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

 

LEIA TAMBÉM:

SICREDI - GENTE QUE COOPERA CRESCE