ONLINE
15




Partilhe esta Página

sr

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

C

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


CEJU: “Adolescente x Conflito com a Lei”
CEJU: “Adolescente x Conflito com a Lei”

Tema foi trabalhado na semana passada

FONTE: PMTB

d

2019-06-13 às 07:26:25) Na semana de 3 a 7 de junho, o CCAJ – Centro de Convivência do Adolescente e da Juventude abordou o tema: Adolescente x Conflito com a Lei. O local era até então chamado de CeJu: Centro da Juventude.

“Nós pedimos com  insistência: Não  digam  nunca:  isso  é  natural! Diante dos  acontecimentos  de  cada  dia. Numa  época  em  que  reina  a  confusão. Em  que  corre  o  sangue, em  que  se  ordena  a  desordem, em que o arbitrário tem força de lei, em  que  a  humanidade  se  desumaniza, Não  digam  nunca:  isso  é  natural! A fim de que nada se passe a ser imutável.” (Bertolt  Brecht).

“Infelizmente percebe-se que nossa sociedade apresenta características que privilegiam o individualismo, o narcisismo, o lucro, o racionalismo, a liberalidade em oposição à difusão de valores, como solidariedade e espírito de coletividade. As  relações  sociais  apresentam-se  esgarçadas. A violência atravessa a sociedade brasileira e pode ser observada em diferentes espaços (ruas, casas, escolas, instituições, meios de comunicação e outros) sob diferentes formas  de  expressão,  que  vão  desde  crimes  hediondos,  cada  vez  mais  frequentes,  até outras formas mais tênues de violência, como a falta de cidadania, perda da solidariedade, que desvalorizam o próximo sem que se dê conta de que se está menosprezando a si mesmo”, ressalta a coordenadora do CCAJ, a pedagoga Luciandréa Camargo.

Ainda segundo a coordenadora, o tema objetivou que os adolescentes pudessem refletir quanto ao adolescente em conflito com a lei – vítima ou culpado? Perceber que para toda “ação” se tem uma “consequência” Entender sobre a Lei quanto à condução quando adolescente comete ato infracional e os meios/caminhos que são seguidos pela autoridade.

Durante a semana foram desenvolvidas atividades com uso de slides, vídeos, dinâmica – comandar e ser comandado e o Filme: Juízo – 01h30 – Maria Augusta Ramos: Trata da trajetória de jovens pobres com menos de 18 anos de idade diante da lei, entre o instante da prisão e o do julgamento por roubo, tráfico, homicídio. Com sequências filmadas em audiências reais e durante visitas ao Instituto Padre Severino, local de reclusão dos menores infratores, as imagens revelam as consequências de uma sociedade que manda os filhos ter "juízo", mas não o pratica.  Encerrando o tema, na sexta-feira, 7, com um bate-papo sobre o tema com a assistente social Flávia Bueno – coordenadora do Creas Liberdade Cidadã – da Prefeitura de Telêmaco Borba.

Em paralelo aconteceram: oficinas na segunda-feira com destaque para a oficina de manicure; Projeto Futsal Feminino, Projeto Coral, Futsal Masculino, queimada, Projeto Religiosidade, Zumba, violão. Em arte, os adolescentes seguem produzindo enfeites de filtro dos sonhos para usarem na baladinha dos aniversariantes. Também prossegue o curso de informática em parceria com o IFPR – Campus de Telêmaco Borba, e os Projetos: Arte/Futsal/Informática dos Agentes de Cidadania.

O CCAJ localiza-se na Av. Marechal Floriano Peixoto, s/nº, ao lado do UPA – Unidade de Pronto Atendimento O fone de contato são 3904-1606 e 3904-1334.