ONLINE
21




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

D

S

C

sd

S

S

AWEF

S 

D


CASO RENÁN CASTELLÓN ENTRISTECEU TB
CASO RENÁN CASTELLÓN ENTRISTECEU TB

Ele lamentou que fotos de sua passagem na Dança de TB, tenham paradas no lixo

D

2022-02-24 às 20:37:57) O coreógrafo, professor de Dança e bailarino, que fora diretor da Escola Municipal de Dança de Telêmaco Borba por muitos anos, Renán Castellón, de 85 anos, nascido na boliviana Tarija, em 29 de março de 1937, comentou com o Oberekando, seu sentimento, depois que a cidade ficou entristecida, em ver fotos dele, e sua história, jogadas em uma caçamba de lixo, no estacionamento atrás da Casa da Cultura, no dia 22 à tarde.

“Para mim é muito lamentável o que aconteceu. Eu não preciso me promover através disto (do fato), porque já tenho um currículo muito grande, e não somente nacional, como internacional”, e citou as publicações que, de página inteira na Gazeta o Povo ele falou da dança espanhola ao Paraná, e duas revistas, o adjetivando de ícone, dentre outros momentos.

Duas pessoas o comunicaram, inclusive, uma da Administração, afirmou ele, que era lamentável ver fotografias dele, no lixo. Achou que fosse uma mentira, mas, in loco, confirmou: “Eu tirei algumas fotografias, com a dor mais grande que eu senti. Eu me ofendi, até pelas pessoas que figuravam naquelas fotografias. Não pude tirar mais porque estava muita madeira, e também, vidro!”. Nessas fotos, filhas de pessoas bastante conhecidas em Telêmaco, além de pessoas também queridas e das mais humildes: “Tem um bailarino que se formou aqui, e ele foi para o Teatro Guaíra e hoje é profissional”.

Foto até mesmo de Anilton Preto, em uma premiação, visto que é um ótimo pintor, informou Castellon, foi parar no lixo. Ele perguntou também aonde estão as premiações em nível estadual com assinatura de prefeito e curadoria, e caso isso não seja encontrado, pode ser aberto um processo por parte do próprio Estado: “Eu não estou denunciando isso, porque não tenho necessidade, mas um dia alguém vai lá, e pode fazer isso!”.

Renan, relatou ao Oberekando, feitos importantes dele, enquanto à frente da Dança em TB. Inovou, trazendo na época de tabus, um teatro bastante extrovertido e interativo, com a temática sobre a Aids, e relatou de uma senhora, que de idade, o confessou que não falava sobre sexo com a filha dela, mas depois da apresentação, viu-se encorajada para enfrentar o diálogo.

 

RECONHECIMENTO:

D

Cidadão Honorário de Telêmaco Borba, ele já se apresentou na China e ao presidente do Paraguai. Ele foi escolhido entre, apenas 20 no Paraná, pelo Governo Estadual, juntamente com Maria Amaral, no Prêmio Jornada em Reconhecimento a Trajetória, em dezembro de 2020.

S D

Não bastasse isso, na sua terra Natal, Tarija, recebeu reconhecimento do governo local, pelo curso aplicado, de Dança Espanhola e Clássica, no final do ano passado.

  

Antes, que alegria, ser convidado por sua ex-aluna, Marcela Mendes e o esposo dela, Samuel Gechele, que dirigem o Studio La Bayadere em Guarapuava, para no espetáculo “A História da Princesa Azul, ele, fazer o que mais gosta... dançar, e brilhar! Isso, no dia 28 de novembro passado!

O Oberekando, para praticar o que preconiza o manual do jornalismo e acima de tudo, ética profissional, chamou para a mesma entrevista, representante da Administração Municipal. O chefe de Gabinete da Prefeitura Municipal de Telêmaco, Paulo Rogério Gomes, agradeceu, se desculpou pela ausência, mas informou que uma sindicância já fora aberta, e os responsáveis, ou responsável, será encontrado e responderá pelo ato.

NOTA DO EDITOR: Deixa claro este jornalista, que sempre foi muito respeitado e reconhecido seu trabalho inclusive, na última semana da Cultura de Telêmaco, mas medidas as proporções, e sem confundir as coisas, a relevância do erro cometido, seria erro ainda maior, o Oberekando não se posicionar! Antes da entrevista, o secretário de Cultura, Esporte e Recreação, Fabrício Nunes Flores, recebeu Renán, e tiveram um pequeno diálogo. Na incumbência que lhes cabem, tanto Fabricio, como Adriana Andrade, da Cultura, sempre que solicitados, atenderam com prontidão, ao Oberekando, e da mesma forma, a Administração!

LEIA TAMBÉM:

RENÁN É PARA DANÇA ASSIM COMO A DANÇA É PARA RENÁN: Cidadão Honorário de Telêmaco Borba, ele já se apresentou na China e ao presidente do Paraguai

*Conheça mais sobre Renán, cuja importância de seu trabalho pode ser medida pela edição de seu nome no Wikipedia. CLIQUE AQUI

 *Professor de TB ministra oficinas de Dança na Bolívia