ONLINE
16




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

D

S

s  

D

 

MDA

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

x

s


CANTOR SIDNEY: VOZ SERTANEJA E CATÓLICA
CANTOR SIDNEY: VOZ SERTANEJA E CATÓLICA

Com CD de sete faixas já preparado, músico venceu festival na antiga TV Esplanada e  em Maringá

s

2019-02-28 às 13:48:00) Na manhã desta quinta-feira, um bate-papo com violão e sanfona. O entrevistado Sidney Moreira Rosa, comentou de seus 73 anos, chegando com saúde e qualidade de vida, e atribuiu a isso, a família, os amigos. E com prazer que se cita aqui que ele é afilhado, da já falecida mãe deste jornalista, Nair Oberek. Era incomensurável o orgulho dela, pelo afilhado cantor! Hoje ele dedica seu talento no violão e voz, ao Ministério de Louvor da Matriz Nossa Senhora de Fátima e sempre participa nas demais comunidades: “Não é por mim, é por Deus!”.

 

HISTÓRIA NA MÚSICA DESDE A RUA PARAGUAI

Ele hoje já não, mas no começo da trajetória, morou na Rua Paraguai, atual Vereador José Osório de Camargo. Nesta, morava seu irmão que com ele começou a cantar, até fazer dupla com Laureci. Na TV Esplanada, sucesso dos anos 70, que hoje corresponde à RPC de Ponta Grossa, venceu festival, cantando como Sidney & Guaragi, pelos anos 1973. Na época, o apresentador era o famoso Aimoré.  Outro festival com primeiro lugar foi da Cidade Canção, em Maringá.

Hoje em dia, nos domingos, sempre recebe o recado para ir tocar e cantar nos churrascos, em fazendas ou sítios.

 

SAUDOSISMO DA MÚSICA SERTANEJA

Pedido para das umas canjas, cantou Coração de Aço, e lembrou que o compositor foi o saudoso Gomarábica (de Telêmaco Borba e que tem um festival municipal em sua homenagem). Outra música foi “Célia Maria”, que é de autoria de João Maria Nunes, conhecido como Parafuso, em Telêmaco. Mensageiro e Mexicano, e Teodoro e Sampaio foram sucessos marcantes também relembrados. Do Mensageiro, disse que uma vez em uma churrascaria no Imbaú, no dia das mães, sendo que o cantor o conhecia, deu um beijo na testa da sogra de Sidney e falou: “Hoje é seu dia!”. Ato inesquecível que o tornou ainda mais fã! Um show que ele ia fazer em Ortigueira, convidou nosso entrevistado, que não pode ir, pois iria trabalhar (na Klabin).

Foi comentado do saudosismo de algumas décadas atrás, onde se encontrava numa esquina na comemoração de um aniversário, um baile saudável. Desse tempo fica uma experiência onde os cantores da nova geração, sempre que lançam novo trabalho, escolhem numa das faixas, ao menos uma música do passado.

Perguntado o melhor momento que a música lhe proporcionou, resumiu: “O intuito de você gostar de viver!”

 

AMIGO PEDRO: A MÚSICA, VAGA E APOSENTADORIA NA KLABIN

d

Pedro dos Santos, nascido em de 29 de junho de 1948, amigo do entrevistado que acompanhou a gravação e com sanfona, as músicas cantadas nela, tem uma bonita história em que o amor pela arte proporcionou: Num show que Sidney fora fazer com Laureci, foi convidado pelo entrevistado para tocar num churrasco no CAMA (Clube Atlético Monte Alegre), na Harmonia: “Naquela época, inclusive, eu estava desempregado, e eu fui como gaiteiro, para acompanhar eles, e no final eu acabei ganhando até um emprego de um engenheiro lá!”. Por sua vez, Sidney atribuiu também à Pedro, o privilégio de estar neste momento com pessoas queridas, como ele. “Naquela noite, o engenheiro Pedro, da Pasta Mecânica (Klabin), pediu se eu não queria entrar lá na Pasta, para tocar com eles”. Deste episódio, um desenrolar bonito, pois foram entre 25 a 26 anos de Klabin e enfim, a aposentadoria. Coisas da música!

Ele foi 40 anos católico, e fazem 10 anos que está na Igreja O Brasil Para Cristo. Na época, ele foi um dos incentivadores da RCC na cidade, especialmente na comunidade Socomim: “Estamos servindo do mesmo jeito, pois o nosso Deus é um só!”.

 

GENRO DE SIDNEY TAMBÉM É CANTOR

d

A música e caminhada com Deus foi também, um dos fatores que trouxe à família, o esposo da filha única de Sidney. Rubens Oliveira da Costa (64), conquistou a professora Janete, analisa o entrevistado, por sempre ser visto indo à igreja, em épocas idênticas à Pedro e Sidney, na RCC.

Antes da entrevista ser encerrada, ele cantou “Senhor tem de piedade”, oportunizando ao Oberekando, compartilhar das mensagens que traz pelo seu talento, nas missas. Deixou também uma linda palavra a todos: “Quero pedir para as pessoas que vão assistir a nós, que amem Deus, que Deus me amou tanto que não tenho nem como eu falar, sabe! O motivo de eu estar aqui, sim, eu conheço o carinho de Deus!”.

TELEFONE PARA SHOW E APRESENTAÇÕES (42) 99125 - 9474