ONLINE
13




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

S  

D

 

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

s


ANDRÉ CORAIOLA E O CORONAVÍRUS
ANDRÉ CORAIOLA E O CORONAVÍRUS

Prevenção, e o cancelamento da Expo Telêmaco

d

2020-03-18 às 08:15:06) Na tarde desta terça-feira, o Oberekando esteve com o presidente do Instituto Dr. Feitosa (IDF), que também preside o Conselho Municipal de Saúde, o advogado Dr. André Miguel Sidor Coraiola. Na pauta, o coronavirus, suas consequências para o andamento normal da cidade, precauções a serem tomadas, e decisão, acertiva, do cancelamento da festa da cidade de Telêmaco.

“É sempre importante falar sobre o coronavírus (COVID-19), que a turma brinca, como o ‘apocalipse zumbi’, mas não é isso. As pessoas têm essa mania de aumentar as coisas e as vezes foge da racionalidade. O que que é o coronavírus? É uma doença que se manifesta de forma assemelhada a uma gripe, em que pese não ser necessariamente uma gripe, mas os sintomas são assemelhados. Ela não é perigosa por si só, em função da gravidade da doença. Ela é muito perigosa pela rapidez de contágio!”. Para ele, toda a tensão de momento se reside na superlotação do sistema de saúde: “20% dos pacientes vão acabar em tratamento hospitalar e 5% nas UTI´s e não há essas unidades de terapia intensiva suficientes no Brasil”, quebrando, caso isso se alastre, segundo ele, o sistema público de saúde.

 

CANCELAMENTO DA EXPO TELÊMACO

Logo na manhã de anteontem, na qualidade de presidente do Conselho Municipal de Saúde, ele enviou à equipe do prefeito, um áudio por whats app, quando expressou sua preocupação caso mantida a programação da festa da cidade, a Expo Telêmaco 2020. Por volta das 14 horas, deu-se a decisão do cancelamento, após reunião com diversas lideranças: “Eu devo dar os parabéns à Administração municipal, que tomou a atitude honesta”. Toda festa gera contato físico, proximidade de muitas pessoas, suor, abraços, dentre outras formas. Outro ponto, é que em face de uma imensa obra que acontece em Ortigueira, ao dar-se um surto, poder-se-ia em tese, paralisar a obra.

Dr. André se ateve a uma analogia histórica cultural, rememorando o ebola, que surgiu na época, no antigo Zaire, hoje República Democrática do Congo, na África, no sentido de ver que elas têm um princípio, mas que se acabam. Descobriu-se que a morte era para aquele povo, um fato social, e se tinha uma proximidade muito grande do corpo, já sem vida, e isso se aumentava, em muito, o contágio: “Mas basicamente, o que se impediu a proliferação do ebola nesses países, foi a mudança de hábito cultural”.

Trazer esse tempo que num primeiro momento possa ser alarmante, a inversão de patamar, e usufruir o fato de estar em casa devido a precauções, aproveitar com sua família, pintar a casa, ir a uma pescaria, ficar com seus filhos, cuidar melhor da família, “volte como era a vida de antigamente”, de certa forma. Volte-se um pouco mais para as pessoas que estão ao seu redor, retome aquele livro da estante para ler, enfim”.

DENGUE: “Se você cuidar de sua casa contra a dengue, você está se livrando do coronavírus”, no viés de se passar mais tempo nisso, do que exposto a contaminação pelo corona. Algo que se espera, é a vacinação de 70 milhões de brasileiros contra a gripe, pelo Ministério da Saúde, como medida profilática, que uma vez feita, vai imunizar essas pessoas da gripe comum, e por exclusão, quem persistir gripado, vai ser coronavírus.

 

PREVENÇÃO É A BOLA DA VEZ

A recomendação, básica, mas necessária, são cuidados para não aglomeramento, “por ser este problema, assintomático, onde se pode estar ao lado de uma pessoa, que não demonstre febre, não demonstre tosse ou o que é a doença, mas tem o vírus”.  Nesse momento, como regra, “se isolar do meio social, para dificultar a transmissão da doença”.  Usar álcool e gel é a recomendação, mas melhor que isso, é se lavar a mão várias vezes ao dia, com água e sabão.

 

VISITAS NO IDF: Absolutamente restritas, segundo ele, a pessoas menores de 60 anos, e apenas um visitante por paciente. Na UTI, sem visitação. “Visita em época de corona, incomoda o hospital. E essa pessoa não sabe que esteja com corona, e possa levar corona para o próprio paciente visitado”.

 

NA VACINAÇÃO EM MASSA: uma recomendação dele, ao chegarem as doses, gratuitas, de vacina contra a gripe, nas UBS, que vão todos para recebê-la, e se prevenir.

 

ANIVERSÁRIOS DE TIBAGI E TELÊMACO: Ele, sendo a família Coraiola bastante querida em ambas cidades e próximas, deixou sua saudação aos tibagianos, em virtude do aniversário desta cidade, e também aos telêmacoborbenses. Tibagi no dia de hoje, 18 de março, faz seus   148 anos de emancipação política. Também à Telêmaco Borba, que é o município sede do IDF,e  ele deixou uma mensagem: “Tenho um orgulho muito grande disso que a gente faz, e vejo um grande sentido nisso tudo”. Registrou seu abraço, sobretudo nesse momento, a todos os profissionais de saúde, do meio público e privado, das clínicas, dos funcionários públicos de saúde, que são verdadeiramente, uma grande família, “Todos... Todos, são um exército, imbuídos nessa missão, de proteger, e se for possível tratar, de toda a população que se fizer necessária, diante de qualquer doença, de qualquer epidemia, de qualquer circunstância, porque esse é nosso papel!”.

 

A Microsoft lançou um mapa que mostra, em tempo real, os números oficiais de casos de coronavírus confirmados no Brasil e no mundo. Acesse https://bing.com/covid