ONLINE
10




Partilhe esta Página

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

D

S

C

S

S

D

S

s  

D

 

MDA

A

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS


Alunos da Escola Castro Alves visitam rádio
Alunos da Escola Castro Alves visitam rádio

Eles estiveram na Capital do Papel, que consagrou Gomarábica

FONTE: PMTB

s

2019-08-20 às 08:33:14) Grupo de Alunos da Escola Municipal Castro Alves visitaram a Rádio Capital do Papel, no programa Show da Manhã com Fátima Ribeiro.

Um grupo de alunos do quarto ano da Escola Municipal Castro Alves, no bairro São Francisco, visitaram na última quinta-feira, 15 de agosto, os estúdios das emissoras de rádio: T, Capital do Papel e Nova Mensagem.

A turma, acompanhada pela diretora Ana Tuczynski de Oliveira, a coordenadora Solange Aparecida de Oliveira e a professora Vanessa Markoski, veio conhecer de perto a emissora que consagrou Serafim Colombo Gomes, o Gomarábica, autor da música Poeira, e que tem o seu nome nos festivais realizados anualmente no município.

De acordo com a professora Vanessa Markoski, que em conjunto com a professora Cléo Costa Almeida, está desenvolvendo o projeto de música “Sons da nossa terra”, que tem como objetivo estimular o desenvolvimento pelo gosto musical, a cognição, a percepção, a reflexão e também o conhecimento da biografia e obra do compositor, humorista e radialista Serafim Colombo Gomes mais conhecido como Gomarábica que foi autor de várias músicas , entre ela Poeira que foi regravada por vários artistas como Duo Glacial, Sérgio Reis, Daniel e Raymundo Fagner.

“Gomarábica fez muito sucesso nas décadas de 1960 e 1970 elevando assim o nome do nosso município”, afirma Vanessa.

Os alunos estiveram na Rádio T e foram recepcionados pelo comunicador Jeferson Alves, no Programa Manhã da T. Na sequência puderam conhecer os bastidores do programa “Repórter TB” comandado por Jefferson Abreu.

Finalmente participaram de uma entrevista ao vivo com a radialista Fátima Ribeiro, no Programa Show da Manhã, pela Rádio Capital do Papel, antiga Rádio Monte Alegre, a mesma que projetou Gomarábica, onde puderam comentar sobre o projeto. Ao encerrar a reportagem as crianças cantaram a música Poeira, ao fundo a interpretação do cantor Sérgio Reis.

 

GOMARÁBICA – UMA HISTÓRIA DE SUCESSO

“Goma”, como era chamado, atuou por muitos anos na então Rádio Sociedade Monte Alegre, atual Capital do Papel, uma rádio fundada em 14 de dezembro de 1950, uma das primeiras no interior do estado do Paraná, há 69 anos no ar.

O livro nas “Ondas do Rádio”, de autoria de Orlando Galvão e Mario James Cassiano, narra que Goma veio para Telêmaco Borba com o Circo Irmãos Silva, onde era apresentador, ator e palhaço. Um dia, enquanto transitava pela Avenida Apucarana, atual Horácio Klabin, próximo ao extinto Bar de Pedra, Mario Cassiano, diretor da emissora na época, idos de 63, encontrou-se com Goma, que pediu uma chance para apresentar um musical, o que o diretor prontamente atendeu pois conhecia seu indiscutível talento.

Goma intitulou o programa “Dinah Mara Show”, às 12 horas, ao vivo ao lado de sua esposa Maria Luiza Gomes (Dinah Mara), cantora, que era acompanhada pelo conjunto regional do circo, com o sanfoneiro Geraldo, o “Perigo Loiro”, e foi um grande sucesso.

Quando o circo se foi, Goma ficou e acabou contratado pela emissora no dia 1º de maio de 1964, quando fixou residência em Telêmaco Borba.

Um pouco mais sobre a biografia de Serafim Colombo Gomes  - o Gomarábica

Serafim Colombo Gomes mais conhecido pelo pseudônimo Gomarábica, foi um humorista, radialista e compositor brasileiro, que contribuiu com a música regionalista brasileira, fazendo sucesso nas décadas de 1960 e 1970. É o autor do sucesso Poeira, além de outras composições.

Após se apresentar no circo em diversas cidades do Brasil, muda-se para o estado do Paraná e fixa-se residência. Inicia-se então os trabalhos como radialista na Rádio Sociedade Monte Alegre.

A composição de autoria de Serafim Colombo Gomes e Luis Bonan, foi premiada por vencer o "1° Festival de Música Sertaneja” promovido pela Rádio Nacional de São Paulo, em 1968. Esta música foi cantada primeiramente pelo Duo Glacial, uma dupla de cantores paulistanos de música sertaneja. Essa canção foi então também gravada por Sérgio Reis e foi utilizada ainda na abertura do filme O Menino da Porteira, filmografia de grande sucesso na época. Posteriormente foi gravada e regravada por inúmeros artistas como Raimundo Fagner, Xavantinho, Sérgio Reis, Pena Branca, Inezita Barroso, Chrystian & Ralf, Daniel, entre outros.

Já a composição Soca Pilão fez sucesso com Trio Parada Dura. Entre outras composições estão também Colchão de Palha e A represa estourou gravadas pela dupla goiana Veloso e Velosinho, a primeira em 1975 e a outra em 1976. A composição Colchão de Palha chegou a ser canção título de um dos álbuns (LP).

Chegou a ser candidato a vereador no município de Telêmaco Borba, no Paraná, ficando como suplente.

Por uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Telêmaco Borba, criou-se o Projeto Gomarábica com o intuito de incentivar e valorizar os artistas locais. Foi implantando também o Festival Gomarábica, com periodicidades anuais, buscando promover a música regional, a competição entre artistas, premiando assim os melhores classificados com o Troféu Gomarábica.

Era nascido no estado de Goiás, foi casado com Gina di Angellis e faleceu na cidade de Goiânia.