ONLINE
12




Partilhe esta Página

a

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

S

D

S

s  

D

 

MDA

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

x


AIRSOFT: TB estuda apoio a novo esporte
AIRSOFT: TB estuda apoio a novo esporte

Atletas estiveram com Carlão

FONTE: PMTB

x

2019-02-04 às 16:43:24) Representantes do Grupo de Airsoft de Telêmaco Borba (GATB) se reuniu com secretário de Cultura, Esportes e Recreação, Carlos Roberto Ramos (Carlão), na quinta-feira, 31 de janeiro, para tratar sobre o incentivo a esta modalidade esportiva no município e a realização de futuros eventos.

Participaram do encontro, realizado no Centro Cultural Eloah Martins Quadrado (Casa da Cultura), os membros do grupo denominado Comando, Michel Comby, Juca Nonato e Luis Amilton de Oliveira Melo.

De acordo com Michel Comby, o GATB existe há três anos e a ideia é fomentar a divulgação do esporte para conhecimento público, novos adeptos e o estudo para realização de competições locais e regionais.

Uma das sugestões foi a de um campeonato durante as festividades de aniversário de Telêmaco Borba, no mês de março, com data provável para o dia 24.

O secretário de Cultura e Esportes Carlão se mostrou favorável a iniciativa do grupo para fomentar o esporte na cidade e que tratará com o prefeito Dr. Marcio Matos a possibilidade de um local adequado para os treinamentos. “O prefeito Dr. Marcio tem dado apoio a todas as modalidades do esporte e eu na qualidade de secretário tenho com a minha equipe procurado atender as reivindicações e fazemos isso com toda a atenção que cada modalidade merece”, argumentou.

Outro assunto na pauta foi um espaço adequado para a prática esportiva que conta atualmente com cerca de 70 jogadores. Estuda-se a possibilidade de utilizar o espaço onde funcionava anteriormente o Tiro de Guerra ou um barracão de propriedade do Município onde estão guardados bens inservíveis.

“Agradecemos ao secretário Carlos Roberto Ramos, por abrir esse diálogo e auxílio no ingresso de mais uma modalidade esportiva em nosso município”, afirmou Michel.

Alguns jogadores do GATB participarão neste próximo domingo, 3, em Jataizinho de um campeonato regional. O objetivo além de divulgar a cidade de Telêmaco Borba é convidar os municípios do norte pioneiro para futuros eventos. 

 

SAIBA MAIS SOBRE AIRSOFT

Airsoft (ou Softair) é um jogo desportivo onde os jogadores participam de simulações de operações policiais, militares ou de mera recreação com armas de pressão que atiram projéteis plásticos não letais, utilizando-se frequentemente de tácticas militares. É praticado em ambientes fechados ou ao ar livre, frequentemente em áreas de grande extensão.

No Brasil, o Airsoft começou a ser divulgado em 2003 pelo Portal Airsoft Brasil. Após diversas reuniões com a Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados, o airsoft passou a ser conhecido pelo Órgão do Governo Brasileiro que regula os produtos considerados controlados no país (Exército Brasileiro). Esta reunião deu início a elaboração de diversas minutas que resultaram na edição da atual Portaria que oficialmente cita o nome airsoft no Brasil. Sendo assim em Dezembro de 2007, foi lançada a PORTARIA Nº 006-D LOG, que regulamenta o uso dos equipamentos usadas na prática do esporte airsoft.

Tecnicamente, no Brasil, armas de airsoft são classificadas pelo Exército como "armas de pressão" sejam elas por ação de mola ou ação de gás. A aquisição das armas pode ser feita por pessoa maior de 18 anos em lojas autorizadas pelo Exército. Para armas a gás exige-se, um registro adicional do comprador perante o Exército, chamado de "CR" (certificado de registro). Portanto, no Brasil não é correto chamar as armas de Airsoft de simulacros nem de marcadores, posto que simulacros não têm capacidade de tiro, e marcadores não possuem definição legal em lei.

Em praticamente uma década de atividades não se tem notícia de nenhum acidente mais grave entre jogadores no Brasil, sendo que a única recomendação obrigatória é o uso de óculos de proteção, embora alguns jogadores prefiram também usar máscaras para proteger toda a face.

A velocidade do disparo varia, tipicamente, de 200 até 600fps (pés por segundo), sendo que no Brasil é aplicado, comumente, o limite de 400fps com munição 0.20g. Os disparos nesta velocidade podem ser sentidos pelos jogadores mas não causam maiores danos. A dor é equivalente a um "beliscão", tipicamente menor que outras modalidades, como o também popular paintball. As esferas plásticas não possuem tinta em seu interior, sendo que a atividade é balizada pelo sistema de HONRA, sendo que cada jogador é responsável por se acusar quando atingido. Tal sistema tem funcionado muito bem no Brasil, especialmente devido ao fato de que somente maiores de idade participam dos jogos.