ONLINE
10




Partilhe esta Página

s

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

C

S

s  

D

 

MDA

s

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

S


MICHALOSKI: Com a Sanepar, Cesinha e Maurício
MICHALOSKI: Com a Sanepar, Cesinha e Maurício

Além de Telêmaco, Reserva, Imbaú, Curiúva e Sapopema foram pautas

  d

2018-05-04 às 00:10:58) Na tarde desta quinta-feira, recebeu os vereadores Mário Cesar Marcondes e o presidente da Câmara, Maurício Diógenes de Castro, o gerente regional da Sanepar, em Telêmaco Borba, Edson Roberto Michaloski. Dos tópicos com o Oberekando, as conquistas em toda a cidade, e especialmente nas Áreas 3 e 6 (Jardim Progresso) e também Áreas 1, 2 e Vila Osório.

“Eu sempre digo, que desde que entrei no Legislativo, uma das bandeiras que eu levantei é do saneamento básico, porque saneamento é saúde, e é uma das coisas que a gente vem lutando e trabalhando, e graças à Deus tem visto a parceria da Sanepar e que eles têm intendido a necessidade de trabalhar estas questões. Hoje estamos com a administração de Dr. Márcio, as coisas caminharam e a gente está muito feliz por poder levar saúde pública para a população que nós representamos”, disse o vereador Maurício.

Cesinha lembra no primeiro e segundo mandatos, anteriores ao quinto em que agora está, a dificuldade que se tinha, quando existia uma torneira no bairro, em uma esquina: “E isso era muito triste. Eu sempre questionava... poxa, um pai de família, chega à noite, cansado, quer tomar um banho, olha que dificuldade! As crianças pequenininhas com um balde naquela torneira e já tomava (água) ali mesmo”, além de citar de esposas e mulheres em geral como filhas, com higiene diferenciada dos homens terem que usar uma bacia muitas vezes em seu banho: “Nós enfrentamos isso ai durante muito tempo em alguns bairros e Graças a Deus, com parcerias da Prefeitura, Câmara e Sanepar, hoje esta realidade nós não temos mais. De uns oito anos para cá, houve uma evolução muito grande, e tivemos um dos maiores investimentos do Paraná”.

Micha lembrou que a Sanepar está trabalhando em todos os municípios do Paraná beneficiando a Saúde e o bem-estar do cidadão.

 

CESINHA

Falou que o prefeito Márcio tem como planejamento, pavimentação de 100 quilômetros de asfalto e vê-se que tanto a contratada da Sanepar como funcionários públicos estão se dividindo no trabalho de saneamento, em duas frentes. No segundo caso, com ferramentas e maquinários com verbas para compras liberadas já na gestão do vereador Maurício: “Imagina o transtorno que seria esses 100 km feitos, sem ter a Sanepar como parceira... o transtorno que seria!”.

O asfalto somente da Rua Lagoa Dourada não iria ser feito na Vila Osório, devido a serviço necessário da Sanepar. Na Área 1, também só a Travessa Canela. “Em contato com Micha, dois telefonemas!” e essa questão foi resolvida, com ele vendo onde se enquadrava, se longo, médio ou curto prazo, no cronograma desses dois e demais bairros. A Travessa Canela foi feita e a Lagoa Dourada está no aguardo.

 

MAURÍCIO

Em relação as Áreas 6 (Jardim Progresso) e 3 “com certeza Oberek, nós temos que nos alegrar, porque está vindo já de um projeto grandiosíssimo para Telêmaco Borba, da Área 6. E foi conversado com a Sanepar para acabar com aquela quebradeira”. Na época, recorda-se que foi até foi um pouco criticado por terem feito o saneamento seco: “Hoje nós estamos vendo o término das elevatórias e vai ser possível coletar o esgoto dali. E nos próximos dias devem estar terminando. O próximo passo é a Área 3, que explicou Maurício, lá não existir um metro sequer de esgoto.

 

MICHA

“Meu trabalho aqui em Telêmaco Borba e nos municípios onde eu passei é de extrema transparência e que sempre uso de franqueza. Prefiro falar que isso dá ou que isso não dá!”

Reuniões e visitas estão programadas para acontecerem na Área 6, nas primeiras semanas de agosto, quando devido ao investimento bastante alto, “mas temos ainda alguns problemas de ligações irregulares. Isso demanda de treinamento para encanadores e vistoria para ver se o esgoto fora ligado corretamente.

Na Área 3, as obras estão planejadas para se iniciarem em novembro. As redes coletoras estão previstas para passar no passeio, e se sabe que tudo isso trará certo transtorno, mas o que se vai ter, após isso, é saúde trazida pelo saneamento. A mão-de-obra será usada da cidade. Se saltará de 78.5% para 82,3% da cidade com esse serviço e “isso chama-se universalização do saneamento”. Nas demais regiões que se necessitam esse trabalho na cidade, “ou o investimento é alto ou estão em área irregular”, apontou Edson. No segundo caso, como irregular, são aquelas áreas de invasão ou pessoas que compraram a propriedade mas não tem a documentação.

“Passou pela Câmara o processo dos 22 terrenos nos fundos da Fateb e está comigo para eu fazer todo levantamento. Aos poucos eu acho que com a parceria Sanepar, poderes Executivo e Legislativo, a gente vai acertando essas questões”. Trata-se dos terrenos do Jardim União onde estão sendo feitas as medições e cada morador lá, por enquanto, fará a ligação da Sanepar, com seu CPF.

Cesinha exaltou a Sanepar, a Fateb e mesmo a Copel, pelo esforço em prol dos moradores do Jd. União. Maurício também lembrou que em outras épocas se ia lá, analisavam-se as possibilidades. Foram reuniões com a comunidade, coleta de assinaturas, determinação de solução pelo Ministério Público: “Hoje estamos colhendo frutos do mandato passado!”, falou Diógenes.

ÁGUA EM EXTINÇÃO: Produto que deve ser preservado e não desperdiçado, no entanto, foi consenso dos três: Edson, e os vereadores Maurício e Cesinha que a palavra de ordem passa pela conscientização.  Neste sentido, Micha ainda salientou que Telêmaco Borba tem que agradecer a Deus por ser cortada pelo Rio Tibagi. “Nó temos vários e vários municípios do Paraná que você não tem um recurso hídrico num volume necessário, igual do Tibagi!”.

OUTRO ALERTA fora quanto a lançar esgoto em rede apropriada e não em galeria de águas pluviais, porque quando isso se dá, será contaminada a própria água que depois é coletada do rio. Exemplo de como devemos cuidar do que temos em recursos hídricos de Telêmaco foi a dificuldade de se encontrar poço com qualidade, por exemplo, em Reserva.

 

RESERVA: A Sanepar fez em Reserva a vistoria nas residências, devido a um extravasamento das elevatórias. “Tinham pessoas que drenavam todo o terreno e jogavam na rede coletora de esgoto! Esta utilização de forma equivocada, não discernia galeria de água pluvial com rede de esgoto. “Existe na cidade um relatório da Sanepar ao Ministério Público, de todo mês o que foi feito”.

IMBAÚ: O prefeito Lauzinho recebeu dois reservatórios enormes. “Nós estamos agora na execução da base para ainda esse ano colocarmos eles em pé, e também um da Pedreira”.  Todo material para se fazer a extensão da adutora de água tratada, desde a Eta (Estação de Tratamento de Água) até a parte central: Toda em PAD e vamos iniciar esse ano!” Na área central a rede de esgoto está concluída. Outra iniciativa para os imbauenses será com a Copel, pois se tinha muito problema de energia na captação: “Serão 98 mil reais de investimentos da Copel, fazendo uma linha de alta-tensão, do distribuidor ali em Imbaú, até na nossa estação”, porque hoje há o custo de um gerador de energia para que não se tenha mais problemas de desabastecimento: “Foi um trabalho conjunto com vereadores e prefeito para que a gente pudesse chegar na Copel e falar que precisaríamos”.

 

LEIA TAMBÉM:

COM MÁRCIO: Alunos do Marcelino dão lição cidadã. Bate-papo com o prefeito fora projeto de História, lecionada pelo professor José Reinaldo Carneiro