ONLINE
24




Partilhe esta PŠgina

S

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

AWEF

swd

S 

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS



A VEZ DE ANDR… GODOI, DE FIGUEIRA
A VEZ DE ANDR… GODOI, DE FIGUEIRA

Ele é o terceiro vice-prefeito a falar no Oberekando

x

2021-04-21 às 08:57:58) André Luiz de Godoi, de Figueira, foi o terceiro entrevistado nesta rodada com os vice-prefeitos das cidades abrangidas pelo Oberekando. Ele, empresário do comércio, nasceu em 06/01/1986 em Japira, mas tem sua vida toda na cidade que foi eleito.

“Sou vice-prefeito de Zé Carlos (Contiero), e tive essa oportunidade de sair e deu certo, e está sendo bom, sendo uma experiência nova. Eu nunca tive... nunca fui envolvido com política, apenas comerciante. Toda vida na família aqui, o ramo nosso é comércio, e já, toda vida mexendo com o povo, atendendo o povo, e temos um carisma bom com o povo”.

Colocado por este Site que o não ter lida com a política (partidária) que ele disse, não combina, porque na sua vivência no comércio, há uma outra forma de política, que é a do relacionamento, da relação comercial, sim, disse: “Graças à Deus se damos bem com o povo. Toda vida aqui, atendo, e o povo só fala bem de nós, aqui na cidade. Vamos ver o que vai encaminhando ai pra frente, ne?”.

 

O ENCONTRO COM CONTIERO

Quem fez a ponte de conversação entre Zé Carlos Contiero e ele, foi o recentemente falecido, por Covid19, Isac Nascimento, que era chefe de Gabinete neste novo mandato. André disse que falou à Isac, que tinha vontade sair na política, e isso, há uns dois anos atrás, e em Curiúva.

Foi questionado por ele, antes das eleições, se aceitaria ter seu nome incluso em uma pesquisa, mas como pré-candidato à vice-prefeito. “Deu positiva, o povo quis mesmo que eu saísse de vice de Zé”. Depois passou para a convenção, e deu como resultado, a vitória em 15 de novembro. Um fato curioso que se deu em algumas casas, foi que mais conheciam ele, que o próprio candidato a prefeito, e achavam que era ele, Godoi, o titular: “Aí uniu forças, né? O Zé já tem 20 anos na política, e mais eu, no comércio... nascido no comércio. Toda vida aqui na cidade, sou raiz aqui!”.

Animado, disse que já foi em reunião com deputados, foram na Assembleia, atrás de recursos pro município, informando que está bem encaminhado. “Dá pra ver que ele fará uma gestão boa!”, pontuou em relação ao titular, Contiero.

 

A VIDA E O COMÉRCIO

A projeção de seu nome, como dito anteriormente, veio pelo fato de ser comerciante, algo trazido de seu pai: “Desde os 9, 10 anos, já no comércio, ensacolando as compras”.

 

FIGUEIRA E A COVID

Respondendo como está vendo a questão da pandemia, e se o pessoal de Figueira está colaborando, como a entrevista fora gravada semana passada, mostrou satisfação pelos números estarem caindo, e alertou que o povo precisa se conscientizar e se ajudar, para que seja mantida essa situação mais controlada.

Em seu estabelecimento, as regras estão sendo seguidas, primeiro porque ele como cidadão, e agora também acaba sendo referência, pelo fato de ser vice-prefeito.

 

O MUNDO DA POLÍTICA

Perguntado se está se familiarizando com os porões da política, e das críticas que a ela surgem, disse que sempre tem, e que tem a oposição. Também que tem escutado os anseios da população e levado ao prefeito. “As pessoas dizem que por ser vice-prefeito e tal, mas tenho sido cobrado. Eu tenho acesso aqui no mercado, e muito ao povo, e tem gente que vem aqui!”.

Sua família é cristã, da igreja Assembleia de Deus. A mãe do entrevistado, é prima do prefeito de Curiúva, Nato Moura – que já foi vereador por duas gestões em Figueira. Ponderado por este jornalista que o fato de ser cristão acaba sendo importante para que a população conheça que há uma crença, disse que sim, e quanto ao mandato, enfatizou que neste ano, devido a pandemia, se vive uma situação nova, mais que ainda assim, disse que “Deus está ajudando, e na medida do possível, as coisas estão se encaminhando”.

 

FAMÍLIA

Ele é pai recente, de Arthur, de 1 ano e três meses, e casado com kailaine. O pai do vice, é o senhor Aparecido Godoi, conhecido como Cido, e a sua mãe, dona Célia. Eles aceitaram bem a entrada do filho na política, por ver, segundo André, como o povo lhe quer bem, e mostraram contentamento, os fregueses, quando souberam da sua candidatura.

 

RELAÇÃO COM O PREFEITO E CÂMARA

Disse que há um bom relacionamento com o prefeito e a pedido do Oberekando, deixando uma mensagem direito à Contiero, falou que se aguente firme porque este momento de pandemia logo deve passar: “Se Deus quiser vamos vencer essa batalha, que está quase passando, e vamos buscar recursos para a gente poder fazer uma gestão boa, para os nossos munícipes. Vai correr tudo bem, se Deus quiser!”.  Quanto à Câmara, comentou também da boa relação: “Na verdade, nós somos funcionários do povo, trabalhamos para o povo, e muitos pensam diferente, não é?”.

Antes, quanto ao momento de Covid, deixou uma mensagem, também de agradecimento, a todos os profissionais de saúde, pelo esforço em prol do bem comum dos figueirenses. Parabenizou a cada profissional de Saúde, de todos os escalões, e lembrou do elogiável trabalho do secretário da pasta, Dr. Andrés Perez Santos.

Quando deixou sua mensagem ao povo de sua cidade, agradeceu novamente pelos mais de 2.600 votos recebidos, e pela confiança, dizendo de uma boa gestão que se empenharão em fazer: “Unir forças com o prefeito e vereadores, e vamos em busca de recursos para continuar o que está bom na cidade, e melhorar algo a mais”.   Disse que deve ser dada continuidade naquilo que se iniciou, e que se buscará, melhor qualidade em tudo que for feito, quando lembrou, por exemplo, em obras e pavimentação, garantindo assim, maior durabilidade.

s

Ao encerrar a conversa, quem chegou no Mercado e Açougue Godoy foi Aroldo Alves de Oliveira, que é filho de Nivaldo Alves, vice-prefeito de Figueira.

--

D