ONLINE
12




Partilhe esta PŠgina

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

S  

D

 

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

S


LUCAS, DE RESERVA: EXPERI NCIA E JOVIALIDADE
LUCAS, DE RESERVA: EXPERI NCIA E JOVIALIDADE

Eleitores quebram hegemonia e determinam oportunidades no comando do município

 d 

2020-11-17 às 16:40:13) Nesta segunda-feira, um dia após eleito com 44,78% dos votos, escolhido por 6.707 eleitores; atendeu o Oberekando para uma entrevista especial, o novo prefeito eleito de Reserva, Lucas Machado Ribeiro, de 28 anos, sucedendo Frederico Bittencourt Hornung, a partir do dia 01 de janeiro de 2021. Para o pleito, foi feita uma chapa pura do Podemos, sem coligação, senão, conforme seus próprios integrantes; com o povo de Reserva, com além dos dois – ele e sua vice, mais cinco candidatos a vereadores.

No início da conversa, Lucas fez questão de citar sua vice, Ana Maria Pachalki Kasprzk.

Quanto ao que lhe impulsionou a entrar na política, explicou que há dez anos atua como empresário do ramo madeireiro, na compra e prestação de serviços deste segmento, bem como faz reflorestamento. Além de administrar algo que era da família, “há alguns anos atrás, a gente via a necessidade de alguma mudança no nosso município, que há muitos anos já vinha sendo governado pelas mesmas pessoas. Eu sempre disse assim: Deixar a sua contribuição, mas a gente via que precisava atualizar a política. O mundo a cada dia que passa vai mudando e a política precisa também se atualizar. Eu também fazendo parte da Renovação Carismática Católica, fui indicado pelos servos do grupo para estar junto num projeto chamado Acompanhamento Eleitoral, do Ministério de Fé e Política. A partir deste momento eu comecei a ser acompanhado pelo movimento, e a partir de tudo isso a gente começou a se preparar, sim, voltado a política, voltado à administração pública, para a gente poder estar chegando, como a gente chegou, ganhar esta eleição, e agora, estar trabalhando, também”.

Disse que sempre gostou da política, “e não da politicagem”, e vê nela a forma de contribuir com a vida de muitas pessoas. Sua vida, auto avaliando, foi feita de oportunidades, e que ele soube corresponder, e essas são o que faltam, “e o poder público pode ser um grande gerador de oportunidades, e é o que a gente quer fazer aqui! ”.

 

COMO FOI A ADESÃO DA POPULAÇÃO?

Com pré-candidatura lançada em fevereiro, foi o segundo a isso fazer, e o primeiro a registrá-la. Após escutarem grupos que vieram dialogar, a fidelidade ao que era esperado de um possível governo foi o que contou, onde foi explícito não terem as práticas de pessoas há muito tempo ligadas na política. “E um outro diferencial, é que a nossa campanha foi feita encima de verdades e de propostas. Nós não atacamos ninguém. Não falamos mal. Aguentamos muitas pancadas, mentiras, que foram feitas sobre a minha vida, sobre a vida de Ana Maria, e dos vereadores! ”.

Citou que o povo foi abraçando a causa, voluntariamente, e que este mesmo, sabe que os candidatos são contra a compra de votos. No 13º maior município do Paraná, com grande extensão rural, o nome de Lucas espalhou-se, também nas cerca de 58 comunidades interioranas. O tempo que representava os segundos da propaganda de rádio, 33... emblemático (Idade de Cristo ao falecer), fez frente ao um minuto e meio do adversário. O fato de ter Reserva o maior número de adolescentes, crianças e jovens do Paraná pode ter sido outro dado propiciador da vitória: “Os jovens também abraçaram a causa, porque querem ver um futuro melhor para o nosso município”.

 

FÉ E POLÍTICA

“De forma alguma nós usamos a religião para se eleger. Sou católico desde que nasci, participo há 8 anos do movimento de Renovação Carismática, e dentro do movimento existe um ministério, que é de serviço, chamado de Fé e Política, que é entre outras coisas, evangelizar o meio público, ação social, e também acompanhamento! Não é apoio, é acompanhamento de candidatos! ”, frisando que a igreja é apartidária, e que o alegrou muito, ter dialogado com todos os cristãos, também evangélicos, e também com ateus, e deixou isso bem claro, porque a cidade é de todos: “Muitos irmãos evangélicos nos sustentaram também na oração”. Adiantou uma frase de São Francisco de Assis: “Pregue sempre. Se necessário, use palavras”, ressaltando a importância de se dar testemunho de vida. Na foto acima, ele, compondo o grupo Querência Sacra.

 

O BOM CONTÁGIO DAS BOAS PRÁTICAS

Num momento conturbado nacionalmente, onde o errado virou certo e o certo virou motivo de chacota, foi exposto pelo site algumas situações de boas práticas e neste, de crianças com hábitos, que mesmo mais presentes no passado, deixavam claro o respeito aos mais velhos, a gentiliza e não precocidade a temas que induzam erotização, e que tragam valores: “Aonde tudo começa é na família. Vejo que cada vez mais os pais precisam ser referências para seus filhos. Como prefeito eleito, preciso ser referência, porque eu falo que eu não quero que isso pare em mim, mas sim que as crianças, os jovens e adolescentes também se envolvam na política, e façam até melhor que eu”.

 

PRIMEIRA PROFESSORA E A GRATIDÃO AOS LOCAIS QUE ESTUDOU

“Minha primeira professora foi Solange Szeremeta, lá no Jardim 2, na Escola Vicentina, na escola das Irmãs Vicentinas”. Ele, inclusive, é noivo da sobrinha dela, Gabriela Szeremeta. Desde a primeira professora, por todas que passou, sempre teve grandes mestres, e não escondeu a atração, normal entre os meninos, pelas aulas de Educação Física. Ele admira a profissão do Magistério, pois sua mãe, Romilda, é há 29 anos, professora, sua avó, Eni, já falecida, também era. Roseni e Raquel, dupla de tias, tem essa profissão/vocação: “Na Escola Frei Thomas, na Escola Gregório Szeremeta, na Escola Manuel Antonio Gomes, todos os meus professores, me ajudaram a crescer muito, e hoje eu estou muito feliz, por receber o apoio também, da grande parte deles”. Até fotos do tempo de escola, nesta campanha, ele recebeu.  

 

O MOMENTO DO “ELEITO! ”

“Minha mãe com meu pai, a hora que eles viram a apuração de votos, que a gente estava saindo bem à frente, eles se emocionaram muito, porque viram muita coisa sendo falada sobre mim, muitas mentiras, muitas coisas sendo faladas, relacionadas a mim, e pra um pai, para uma mãe, dói, porque eles sabem que isso daí é uma mentira, mas eu falava ‘olha, gente, vamos manter o foco!’, pois a resposta o povo vai dar nas urnas. Eles aguentaram, me ajudaram! Foram meu sustento também! Minha noiva da mesma forma, meus futuros sogros, da mesma forma”, além de citar avós, tios, primos e de vários graus, que abraçaram a causa juntos. Comemorou-se muito a vitória, mas deixou claro: “Eu quero ter muito mais a comemorar, o dia que eu sair da prefeitura, olhando o resultado que a gente pôde contribuir para ajudar muitas pessoas... para mudar a vida de muitas pessoas! ”.

 

TRANSIÇÃO..., E SE JÁ RECEBEU LIGAÇÃO DO ATUAL PREFEITO!

Já se está sentando com algumas pessoas, e cargos não foram negociados, destacou Lucas: “Estamos trabalhando para fazer esta transição, da melhor forma possível”.

A pergunta quase essencial, cerca de 20 horas depois da sabido o resultado, ou seja, às 16 horas desta segunda-feira (16 de Novembro), quando da gravação da entrevista, se já havia recebido ligação da equipe do atual prefeito Frederico Bittencourt Hornung, ou dele próprio, o parabenizando, ou se colocando à disposição: Respondeu que ainda não!

 

RELACIONAMENTO COM A KLABIN

“Para nós de Reserva, a Klabin ocupa uma grande área de terra aqui, gera muito emprego e muito mais, mas ainda é um parceiro que a gente não sabe aproveitar”. Os inúmeros projetos sociais e de meio ambiente são citados por ele, onde se há olhar para aprimoramento com a empresa: “Uma grande parceira do município, onde queremos nos aproximar muito e ter um diálogo aberto”.

 

INTERMUNICÍPIOS: PARCERIA RESERVA/IMBAÚ

Dois fatos incomuns unem essas cidades: Ambos os prefeitos eleitos, são jovens! Dayane Sovinski, com 38 anos e Lucas, com 28. O segundo detalhe, é o asfaltamento da rodovia entre estes municípios, que inclusive também, tem grande e essencial impulso da Klabin, para seu início. Acrescentou dos demais prefeitos que avizinham ao seu que a questão é se ter um grande e bom diálogo, e vendo os resultados nas urnas, isso será procurado. “E eu tenho certeza que a Dayane, ela também vai poder estar apresentando um grande trabalho, e é uma grande empresária também, e a gente torce para que Imbaú cada vez mais se desenvolva, e que Imbaú vá pra frente, igual a gente quer para Reserva”.

Adiantou que juntamente com Dayane, conversará quanto à adequação de energia elétrica, pois a demanda hoje, com tensão de 34 mil volts, poderá não suprir o crescimento do Parque Industrial reservense. Um trabalho neste sentido, será feito com o governo do Paraná e Copel, e ele acredita que possa ser esse um anseio também de Imbaú.

 

RECADO AO DR. MÁRCIO, DEVIDO TELÊMACO SER CIDADE POLO

O Oberekando, até por ser sediado na cidade de Telêmaco, que é um polo dentro da região, pediu um recado do entrevistado, ao reeleito, Dr. Márcio: “Reeleito, pelo bom trabalho que fez, foi muito bem votado, e eu falo em fazer as parcerias com os outros municípios, naquilo que dá certo em outros, a gente estar trazendo para o nosso”. O diálogo em comum, com deputados que ambos tenham bom relacionamento, desenvolve parcerias, vê ele.

 

HOSPITAL REGIONAL, IDF, HOSPITAL MUNICIPAL

“É um atendimento mais especializado, com certeza. Quando existem algumas situações de risco de tudo mais, são os locais aonde se encaminham os nossos pacientes”. Continuou: “Claro que nós temos uma realidade aqui, que é a falta de um hospital em Reserva. O que acontece muito hoje é que pessoas, muitas vezes, com uma crise de rim, ou uma infecção urinária, têm que ir pra Telêmaco Borba! Então, aquilo que a gente puder fazer quanto a saúde básica em Reserva, a gente fará! E essa busca pelo hospital municipal, a partir de janeiro estaremos trabalhando encima disso”, citando que grávidas são obrigadas a saírem fora para darem a luz, e por vezes, isso se dá dentro de ambulâncias: “Às vezes passa da hora de nascer! É uma realidade que a gente não pode se conformar mais! ”. Outra providência que buscará, é aumentar as parcerias “via Consórcio de Saúde, com Telêmaco, Ponta Grossa, Curitiba, e aquilo que a gente puder estar melhorando, a gente vai estar fazendo”.

 

NOVA REALIDADE EM TEMPOS DE COVID, ASSUMINDO EM DIA FESTIVO E CARNAVAL QUE SE APROXIMARÁ

Já existe, segundo ele, mesmo que assumirá dia 1º de janeiro, um plano de enfrentamento ao Covid, e que neste ano ainda, isso parta do atual gestor: “Precisamos melhor a questão do monitoramento, do atendimento das pessoas. Vamos fazer uma central de atendimento só para as pessoas que têm Covid, evitando que elas antes de saber-se positivada, percorram todos os postos até ter resposta, caso estejam infectadas.

Em relação às festas, seja Ano Novo ou Carnaval, destacou que devem ser observadas regras do Governo do Estado, quanto às restrições, “porque nós não podemos aqui, sermos intolerantes, e até mesmo, irresponsáveis”, porque, “São vidas, e em Reserva ainda estão morrendo pessoas”. No entanto, as medidas do poder público, dependem da contrapartida da população.

 

ACERE

O comércio, tanto no final, como no começo do ano, não deverá ser prejudicado, e com isso, medidas quanto à pandemia são importantes serem observadas: “Tudo com responsabilidade, tem muita chance de dar certo”.

Elogiou a organização da Associação Comercial, Empresarial de Reserva (ACERE), e vê que muitos empresários também aderiram e queriam essa mudança: “Um governo que busca a prosperidade e o progresso do município, automaticamente o comércio ganha com isso, porque quanto mais renda a população tiver, maior o poder de compra”. Muitas parcerias devem ser feitas, bem como possibilitar que, também com qualificação como cursos, os jovens possam adentrar o mercado de trabalho.

 

CÂMARA DE VEREADORES

Uma grande novidade foi para ele o fato de quatro vereadores apenas, terem sido reeleitos, na renovação no Legislativo, entre os onze: “Trabalhando junto com a Câmara, as coisas vão dar certo. A minha parte é a Prefeitura ser parceira da Câmara Municipal, e os vereadores também, olharem pelo povo”. Mesmo não sendo a maioria, e confessou ele, já foi questionado na rua por alguns quanto a isso, - acredita que todos querem o melhor para o município, “e espera de cada um, o melhor para Reserva”. Ele informou que vai chamar a população para fazer parte do mandato, e da mesma forma na Câmara, pensa que a união é que vai fazer as coisas andarem pra frente. Sempre prezando pela autonomia dos poderes, mas há de ser um governo do diálogo.

A entrevista não encerrou sem que antes o eleito prefeito de Reserva desse o recado à sua vice-prefeita, que já o disse que atuará, e que não ficará apenas recebendo, e que não tomará o seu lugar, respeitando que ele se colocou como prefeito. “Então, eu estou muito feliz pela Ana Maria, por esta disposição dela, pelo povo ter acreditado em nós, e dado esse voto de confiança! ”.

d

Para os reservenses: “À população que está acompanhando essa entrevista, eu agradeço em primeiro lugar, pelos 6.707 votos que recebemos, honestamente, falando propostas, falando verdades, e a população abraçando nossa campanha. Agora, uma vez mais, peço apoio da população, a participação do povo, porque é muito importante votar e participar da política depois. Nós vamos estar sendo transparentes. Nós vamos estar colocando à população tudo aquilo que nós vamos estar trabalhando pelo município, e queremos a participação”, até mesmo de estar fiscalizando, fazendo a mudança que a população merece e que a gente vai fazer!”.

 

APURAÇÃO

AO EXECUTIVO

Lucas sagrou-se vencedor do pleito pelo Podemos, com 44,78% dos votos (6.707).

2º: Neto, do PSD, com 24,20% (3.624). 3º: Ricardo, do PSL, com 17,19% (2.574 votos). 4º: Carlinho, do PV, com 11,44% (1.714 votos). 5º: Gersinho, do PP e 1,87% (280 votos) e finalmente, o 6º: Jackson Cararo, pelo Cidadania, com 0,52% e 78 votos.

 

VEREADORES ELEITOS:

Gusto Lopata (MDB) - 979 votos - 6,62%

Carlos Jjg (PROS) - 706 votos - 4,77% (REELEITO)

Fernando Hornung (PSL) - 658 votos - 4,45% (REELEITO)

Sueli Justino (PODE) - 591 votos - 4%

Dr Paulo (PSD) - 577 votos - 3,90%

Dr Arlindo Lima (PSL) - 536 votos - 3,62% (REELEITO)

Fabiano Pillati (PSL) - 503 votos - 3,40%

Malaquias (PSD) - 450 votos - 3,04%

Zé Odílio (PSD) - 428 votos - 2,89% (REELEITO)

Zé Roberto (PSD) - 401 votos - 2,71%

Valdemir Hartman (PV) - 229 votos - 1,55%.

 

LEIA TAMBÉM:

SITUAÇÃO EM CADA MUNICÍPIO NO OBEREKANDO. VEJA RESULTADOS EM DETALHES

--

D