ONLINE
9




Partilhe esta Página

s

DFF

d

ACITEL

s

sr

S

S

S

A

S

s

d

 DRTE 

D

 MDA

s

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

S


DE TELÊMACO, VEREADOR TOTO NO OBEREKANDO
DE TELÊMACO, VEREADOR TOTO NO OBEREKANDO

Ele, defensor da Paroquial, é o quinto na sessão de entrevistas com o Legislativo

s

2017-10-07 às 14:57:55) Everton Fernando Soares, mais conhecido como Toto, foi o quinto entrevistado na sessão especial de entrevistas com os vereadores de Telêmaco Borba, para o site Oberekando.

Filho de Waldi Moreira Soares que é advogado e teve grande caminhada política na cidade já trilhada, Toto se destacou sobretudo enquanto por quase 17 anos, atuou na Agência do Trabalhador da Capital do Papel. 

Casado há 20 anos, e com um casal de filhos, ele se tornou líder do prefeito na Câmara e na última eleição foi o segundo mais votado, sendo na de 2012 o primeiro, com 1190 votos. No entanto sua votação para esta gestão foi bem maior: 1643.

Representar 80 mil habitantes ele cita não ser fácil. Nesse sentido expressou ter muita gratidão aos eleitores que o elegeram, mas sabe que o trabalho é para todos. “Sou filho de Telêmaco Borba. Graças à Deus amo minha cidade”. Continua ele: “Sempre gostei da política, hoje sou representante do nosso município onde tento fazer o meu melhor. Sei que o momento político que vivemos não é muito fácil. Sempre estava junto com meu pai que foi vereador por cinco mandatos e eu sempre gostei”. 

 

LIDERANÇA DO PREFEITO

“Quando me chamaram para ser líder da Câmara deixei muito claro que o que estiver certo sou parceiro e o que estiver errado, vou cobrar, como faço no dia-a-dia. Nas reuniões que nós temos nas segundas-feiras nós estamos aqui pra cobrar. Venho e falo aquilo que estiver errado. Me posiciono. Crítico que sou, faço o meu trabalho”, explicou Toto.

 

TRAJETÓRIA E DEFESA PELA ESCOLA PAROQUIAL

Ao falar de sua trajetória, lembrou que foi aluno da Escola Paroquial Mãe do Perpétuo Socorro, do qual é um dos defensores. “Vieram tempos atrás para quererem fechar a escola Paroquial. Quando fui questionado por alguns secretários eu falei que ‘se o senhor for fechar o senhor arrumou briga comigo’”. Depois dessa instituição foi para o Wolff Klabin e Leopoldo Mercer e é formado em Direito pela Fateb.

 

MAIOR PARTICIPAÇÃO POPULAR

Ele vê que Telêmaco ainda tem muito a melhorar, mas citou que a cultura da participação do povo tem que ser maior, seja em cobrar, mas especialmente – para isso – no melhor participar. “Nossas reuniões da Câmara aqui nós vemos. Nós muitas vezes somos criticados, mas não sabem o trabalho que nós fazemos!”. Toto vê como importante a população se interessar em entender o funcionamento da Câmara em sua sistemática legal de ação, com indicações, requerimentos, projetos de leis, e as audiências públicas que lá são realizadas, como foi a da LOAS, por exemplo. Quanto às audiências públicas, ele deixa muito claro: “Nós somos os seus representantes, mas nós temos que escutar de vocês. Vocês que vão fazer a diferença. Nossa opinião, sim, mas vocês têm que interagir!”.

Ao, a pedido deste jornalista, ser abordada a ação, quando não agregadora, de fakes, e que é um problema sério não só em Telêmaco, mas que na cidade tem sido constante, vê que “não dá”, quando se age escondido. Antes, deixou muito claro que é de suma importância que existam críticas: “Críticas construtivas sempre são bem-vindas, porque nunca ninguém vai fazer 100%!”.