ONLINE
21




Partilhe esta Página

D

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

D

S

C

S

S

AWEF

swd

S 

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

X


Professora Valdirene e a Educação de Figueira
Professora Valdirene e a Educação de Figueira

A secretária municipal falou dos desafios, e exaltou professores e pais

S

2021-05-19 às 13:34:25) A entrevista da última segunda-feira, dia 17, foi com a professora Valdirene da Silva Souza, que é secretária municipal de Educação de Figueira. Diversos temas abordados, dentre eles, o fazer parte da Administração, e este momento da Pandemia, que é desafiador a professores, pais e alunos.

Ela, nascida em 25 de junho de 1968, iniciou respondendo do fato de ser escolhida para compor a equipe do prefeito José Carlos Contiero, afirmando primeiramente, ter sido uma grande surpresa, e “está sendo um prazer muito grande também, e um aprendizado. Conforme falei, sou professora, estou aqui na Secretaria por um período, mas o meu concurso é como professora, e há quase 23 anos, estou prestes a me aposentar. E fazer parte desta equipe do prefeito José Carlos, está sendo uma grande honra”.

 

VIDA PROFISSIONAL

xs

Quando começou os estudos para ser docente, já era casada e tinha já o filho Willian. Confessa que seu início no Magistério foi sem maiores pretensões de carreira, mas logo nos estágios, “me apaixonei. Fui para as salas de aulas e vi... é isso que eu quero!”. Em 1998, passou no concurso municipal, e em seguida, fez Pedagogia. Seu primeiro emprego foi na Escolinha Castro Alves, no Ponto 2. Na abertura do baú de memórias, foi solicitado que ela lembrasse de alguns alunos, hoje adultos: Tiago, atualmente mora em Ponta Grossa, e é um advogado de êxito. Kédma é secretária em um laboratório da cidade. Também, Mirian, que estagiária, é recepcionista da Prefeitura.

 

PANDEMIA E A EDUCAÇÃO

“Educação em tempo de pandemia, dias difíceis. Momentos assim, que a gente teve que se reaprender. Reaprender a trabalhar, a nos organizar, porque o professor estava acostumado a chegar nas salas de aulas, ter o giz, o quadro, os alunos, e agora os professores chegam e estão dando aulas pras paredes, com o conteúdo no quadro, pra uma câmera, e tentando atingir os alunos em suas casas”. Lembrou que no começo da pandemia, da paralisação em presencial, alguns professores tinham dificuldades em até gravar áudio aos alunos, “e hoje, além disso, fazem gravação de seus conteúdos em vídeo, e coisas maravilhosas!”, elogiou Val. As lições de um homeschool que se adaptou abruptamente, dentre outros ensinamentos, acabam, - dentre tantas tristezas que advém com este período - sendo exceções, e ganhos: “Vão facilitar a vida do professor, que aprendeu a trabalhar diferente!”.

 

A FAMÍLIA

Mãe, ela comentou sobre a família, a pedido do Oberekando. Os filhos, o primogênito, Willian, é gerente de instituição financeira em Telêmaco, e é casado com Camila. Já, a filha Bianca, estuda em Londrina. O esposo Joarez, técnico em Mecânica, ao chegar a aposentadoria, agora é caminhoneiro.

 

NA EQUIPE DE CONTIERO

d

A entrevistada disse da satisfação por compor a equipe, e que foi muito bem acolhida por todos: “Você está lá na escola, você conhece o chão da escola, e não conhece aqui!”, acrescentando que está sendo muito bom dividir com o prefeito, esta responsabilidade na Educação, “e ele cuidando de nosso município”. Exaltou também a chefia de Gabinete, e o fácil diálogo com João Carlos, que tem essa incumbência. De toda a equipe da Educação, falou que está feliz, e a medida que as demandas chegam, são distribuídas, para que haja resolutividade.

sw

Outro ponto citado por ela foi o cuidado com as crianças, naquilo que se atendia com merenda escolar, e hoje, adaptado em tempos de pandemia, e que para se amenizar, essas estão recebendo cestas. Lucimar Fernandes é responsável por este trabalho, na Educação.

s

Também agradeceu Val, à Adarcília de Souza Camargo, que como diretora do Departamento Municipal de Educação, que tem dado grande suporte na condução da Secretaria. Uma dedicação já, de 24 anos na Educação, por Figueira.

 

O RELACIONAMENTO PROFESSOR X ALUNO X DISTÂNCIA NA PANDEMIA

Perguntando a ela o que será que passa no coração da criançada, na verdade alunos deste ano letivo, que nem conhecem quem são os alunos – amiguinhos de nova turma, confidenciou que no drive-thru em homenagem ao Dia das Mães, organizado pelos professores, entregando lembrancinhas, se via a emoção de alunos que com elas estavam nas portas das casas (os alunos-filhos), e que alguns vinham ao encontro para abraçar as mestres, e isso era impossível, e se viam lágrimas saindo nos olhos dos amáveis alunos.

“Eles estão loucos para voltar, e nesta semana, inclusive, deve sair uma enquete de quem mandaria seus filhos para a escola, e sem nenhuma intenção em induzir, ao que ela foi informada, a porcentagem é enorme de que as crianças ainda não voltem, para que possam se prevenir; especialmente pelo atual agravamento em nossa região, do Covid. “Querem, sabem dessa importância (dos filhos na escola), mas também têm a preocupação com a saúde das crianças”.

Ainda quanto ao retorno às aulas, no dia desta entrevista, mais uma reunião com a Educação para se ver esta questão, mas que não existe previsão. Também será conversado com a Educação do Estado, que programou até então a volta no dia 24, mas que com esse agravamento no Paraná, não se tem ao certo, como se dará isto, ou quando. Ela agradeceu ao trabalho do Dr. Andrés Perez Santos, que é secretário municipal de Saúde, e que par e passo, tem acompanhado esta situação.

PAIS: Os pais também são em grande parte, ou os maiores envolvidos neste momento de alfabetização dos filhos, no sistema homeschool, e confidenciou a secretária de Educação: “Muitos falam... não sei como você consegue ensinar uma sala com 25, 30 alunos... eu com um não estou conseguindo!”, e com isso, se valorizar ainda mais, o trabalho dos professores. Ela os agradeceu de forma muito especial, pois por muitas vezes, já cansados ao voltar do trabalho, sentar ali e se dedicar, ajudando os filhos nos deveres da escola: “São verdadeiros heróis!”.

 

COMBATE AO ABUSO E EXPLORAÇÃO SEXUAL CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES

Com todas as medidas restritivas, quanto à prevenção ao Covid19, sendo respeitadas, aconteceu ontem em Figueira, a passeata de conscientização à população quanto ao “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes”, neste dia 18 de maio. A relevância do tema e do evento foram citados pela secretaria.

Ao encerrar a entrevista, foram exaltados por Valdirene, todos os professores, pedagogos e demais profissionais na Educação, e no momento de silêncio em memória póstuma às vítimas do Covid, relembrado o passamento de Isak Nascimento, até então chefe de Gabinete da Prefeitura, que conforme falou a professora, “deixou o seu legado em prol da cidade”. Fora solicitado a todos que respeitem as normas epidemiológicas em prevenção ao coronavírus.

--

D