ONLINE
8




Partilhe esta Página

A

DFF

d

ACITEL

s

sr

S

S

a

A

S

D

C

S

s

d

 DRTE 

D

 MDA

s

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

sd


PREFEITO MÁRCIO: POLÍTICA, ADMINISTRAÇÃO E PLANOS
PREFEITO MÁRCIO: POLÍTICA, ADMINISTRAÇÃO E PLANOS

Mais um bate-papo exclusivo com o Oberekando

 s

2018-06-11 às 12:44:25) Ao receber ao Oberekando às 07:30 da manhã desta segunda-feira, para mais uma das diversas entrevistas exclusivas já concedidas, o prefeito de Telêmaco Borba, Márcio Artur de Matos, iniciou com uma pauta macro, colocando certo inconformismo com a “mediocridade” do quadro global “Que Brasil eu quero”, deixando a desejar por parte da população, de como reclamar, naquilo que é direito. O governo é avaliado por uma população consciente e esclarecida! Uma população que observa e não uma população manipulada!”. A manipulação pelos meios de comunicação, especialmente neste período pré-eleitoral, foi outra citação. Veja, topicalizados, os enfoques abaixo:

 

CRITICAS: “Tenho ouvidos a críticas! Toda crítica inteligente é bem-vinda”, mas não, segundo ele, das pessoas que não sabem nem o que está se falando.  Rebatido pelo site de que as críticas estão sendo respondidas pelas iniciativas em toda a cidade, mostrou-se humilde, citando que é o mínimo e que esta é uma obrigação e “tínhamos que fazer mesmo!”.

GRIPE: Um fato que o tem deixado chateado é a não adesão, em sua totalidade, à vacinação contra a gripe. Explicou que já existe na cidade uma forma dessa, com vírus que pode até levar a óbito, e que todos devem; conclamados nos grupos prioritários, tomar a sua dose.

 

APOIO À ÁLVARO DIAS

Ele também citou a candidatura do ex-governador e senador paranaense, Álvaro Dias, à presidência da República, deixando claro apoio irrestrito: “Um senador íntegro. Não tem nada em seu passado que o desabone. Acho que o Paraná tem que dar um exemplo e uma votação maciça ao Álvaro Dias!”.

 

ANIVERSÁRIO DA CIDADE

Disse que ainda não foi o aniversário da cidade de seu desejo, e ainda assim, sabe-se que foi inconteste o volume de manifestações de satisfação às comemorações de 54 anos de Telêmaco. Márcio voltou a citar o uso das instalações do Centro de Eventos e seu inconformismo por, em área nobre, a pretensão de se colocar “a penitenciária”, o Cense. Na mesma oportunidade, também das instalações do IML desejadas anteriormente, ao lado do campus da UEPG, e que ele é totalmente contra, pois quanto ao local, afirmou: “Hoje nós não temos condição, mas futuramente nós podemos ter a instalação da Universidade Estadual de Telêmaco Borba, ali!”.

O local, conforme Matos, ainda não está definitivamente pronto, e será cercado, asfaltado: “Nós deveremos ter locais para lazer de crianças, lazer de pessoas de idade e de escolares, e no dia a dia. Fiquei contente com o que nós conseguimos no aniversário da cidade, mas quero dizer que aquele espaço merece muito mais coisas”. O sucesso do Alegra-te e da Marcha pra Jesus, que tiveram cantores em seus segmentos, atendeu àqueles que estavam acostumados com shows gospel e católico inclusos nas festividades de aniversário. “No orçamento da cidade, determinamos 75 mil reais para os católicos e a mesma quantia aos evangélicos, para suprir essa área, neste sentido”, testemunhando que não vê tão positivo essas modalidades dentro das festividades, pela mistura com programação secular. Em ambos os casos, fora muito bem aceita a proposta e a população aderiu, participando em massa.

 

REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA

“Desde que eu cheguei em Telêmaco Borba, no final de 1977, eu só ouvi uma vez falar em regularização fundiária, coisa de 20 ou 30 casas”: Recentemente foram 752 famílias que conseguiram esse encaminhamento e mais 750 novos casos serão feitos, onde a documentação dos imóveis dessas pessoas serão feitas, cujo novo start ele espera seja dado start até novembro. “Mas nós temos mais 1500 a fazer, então nos próximos anos vamos continuar brigando por isso”.

 

HABITAÇÃO

O prefeito comunicou a construção de 41 casas nas imediações do Sintracom, com recursos da Prefeitura, tirando uma população de área de risco. Também 141 casas pela Cohapar, onde existia uma antiga invasão, no São Silvestre, “com as pessoas devidamente cadastradas, essas casas não saíram de graça, e elas vão pagar em média 300 reais de prestação”, e terão a infraestrutura básica, como saneamento e pavimentação. Um novo pleiteamento de mais 400 casas está sendo feito, também para a circunvizinhança da Sintracom, junto à Cohapar, por Márcio.

A revitalização do Jardim União é outra ação neste sentido. Também a mini-arena – mais uma iniciativa. Uma praça, e outras medidas, além de 14 famílias que ganharão casas, são outras atitudes.

 

TRÂNSITO E RECAPE

A área de Trânsito está bastante movimentada e mais virá, avisa o prefeito. No recape e mesmo pavimentação, duas frentes de trabalho existem, que é de uma terceirada e de equipe municipal. Mais de 32 quilômetros foram feitos de asfalto, e de 90 a 100 quilômetros serão no total para o fim da gestão, senão toda a cidade.

 

PRAÇAS ESPORTIVAS

Todas as praças e ginásio de esportes estão ganhando melhorias. Uma revolução no Furtadão! O Bela Vista foi entregue e haverá a parte externa, que neste momento, não está sendo priorizada, mas acontecerá.

 

SAÚDE

Mutirão de cirurgias fazem um trabalho que seria dos governos Estadual e Federal. As proteções das UBS´s é outra preocupação. Uma segunda UPA que é permita apenas para cidade acima de 100 mil habitantes: Os telêmacoborbenses já cobram isso, mas já tem-se o terreno, “que será ali na Área 2”.

 

PERIMETRAL

Um sonho antigo de Márcio, seriam duas vias expressas, que se encontram com a Perimetral. A Nova Telêmaco Borba já está sendo trabalhada, junto com a Klabin. Quanto ao primeiro item, ele disse que está sendo planejado, e é uma frente de longa complexidade, e que sairá. Ele comentou das dificuldades de acessibilidade entre bairros em Telêmaco, especialmente na parte nova da cidade.

 

APOIOS DE DEPUTADOS E CÂMARA MUNICIPAL

“Eu não vou na casa de ninguém exigir que vote neste ou naquele”, mas sim, esclareceu que deixará muito explícito, o que cada um trouxe de benefícios em prol da cidade, quanto aos deputados que saem candidatos neste pleito de 2018: Citou os federais Valdir Rossoni, Sandro Alex, João Arruda e Aliel Machado. Os estaduais Alexandre Curi e Marcio Pauliki. “Temos um ou outro deputado que trouxeram benefícios ao município. Eu vou esclarecer para a população”.

QUANTO À CÂMARA MUNICIPAL, falou que a consonância vem acontecendo, e que existem questionamentos não justificáveis e outros com razão. O Tiro de Guerra foi um deles, e fez suas ponderações: Muitos atestados de que os filhos não podiam servir o Exército, a ele, como médico, disse que foram solicitados, mas que não cedia a isso. Também sabe que outros recorriam a municípios vizinhos para alistamento, com pequena probabilidade de que seus filhos fossem servir. “Mais de 70% dos pais não queriam que seus filhos estivessem lá!”. No ensejo, aproveitou para informar que onde eram as instalações do TG, vai esperar que a Klabin passe em definitivo a documentação à cidade, do Parque da Cidade, e será feita uma estrutura para um centro de convenções para o município. Ele enseja que todas as atividades hoje que são feitas no Harmonia Clube, sejam realizadas futuramente nas imediações do que ali será erguido: Lago, pedalinho, quiosque, restaurante, e demais atrativos.

Neste sentido, a iluminação é outro ponto que ele pretende implementar. Pediu que toda a população fique atenta ao que foi feita na Praça dos Pinheiros, onde com maior claridade e mais economia, muitos ganhos aconteceram: Este deve ser o padrão para todas as praças da cidade.

 

MENSAGEM FINAL

“Quero dizer a população que eu não sei tudo, e estou aprendendo a ser prefeito. Tenho uma equipe de jovens que nunca trabalharam numa administração pública. Todos estão procurando aprender e fazer o mais certo possível. Tem alguns erros? – tem, mas nós vamos corrigir todos! Eu gostaria que Telêmaco Borba no futuro tivesse um grupo grande de jovens e adultos preparados para ser candidato a vereador, a prefeito, vice-prefeito, deputados, mas com um preparo intelectual, uma visão diferente, e é por causa disso que eu estou lutando e vou lutar para um curso de Administração Pública, presencial, de quatro anos, na UEPG”.