ONLINE
23




Partilhe esta Página

DFF

DFF

d

ACITEL

s

sr

S

a

A

S

D

C

S

s

d

 DRTE 

D

 MDA

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

s


Escola Juventina: Sucesso do Projeto Brincar

Evento marcou conclusão também do Lume

2018-03-25 às 13:21:21) O Projeto Brincar teve ontem sua edição no Bairro São João e São Silvestre, quando a Escola Municipal Professora Juventina Betim da Silva ficou repleta de crianças e familiares, envolvidos em muitas brincadeiras, algodão doce e pipoca, além de um lanche especial com cestinha de Páscoa, e o que não poderia faltar: a presença do coelhinho, que encantou!

O prefeito Márcio Artur de Matos, secretários Luís Fernando de Matos e Rosimeyre Siqueira, de Educação, e vereadores se fizeram presentes. O chefe de Divisão de Esportes de SMCER, ao qual o evento está lotado, Fabrício Nunes Flores, exaltou mais este dia, como sucesso absoluto. Lutador pelas causas do São Silvestre, o presidente da Associação de Moradores, Pena Branca, lá esteve também com seus netinhos, e contente mais uma vez, pelo êxito do evento.

 

PROJETO LUME

D

O Projeto Brincar veio também como uma forma de encerramento com chave de ouro do Lume: Núcleo de Estudos em Mídia e Educação, como um laboratório de estudo e pesquisas voltado às mídias e é um projeto de Extensão desenvolvido pela UEPG na escola. Valdir Heitkoeter de Melo Júnior (UEPG), juntamente com a diretora da Juventina, Mariza Ortiz e a coordenadora, Lucélia de Souza Melo, comentaram sobre o projeto, que inclusive teve trabalho dos alunos expostos durante o Brincar.

O uso, cada vez mais precoce do uso das mídias, foi o tema, bem como as precauções que devem ser tomadas nessa relação. Perigos e benefícios da internet fora a abordagem desenvolvida por Valdir na instituição. O projeto visa a “Literacia Midiática”, que é um termo cunhado na Inglaterra, e significa você aprender a ler as mídias.

Os trabalhos de artes que fecham o projeto estão, a partir de agora, abertos em exposição ao público por um mês, e Valdir lança o convite à toda comunidade para que a visite.

 

LEIA TAMBÉM:

JOSSANA: SER PROFESSORA ERA SONHO, HOJE REAL