ONLINE
9




Partilhe esta Página

d

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

C

S

s  

D

 

MDA

s

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

S


VEREADORA ELIS CONVERSOU COM O OBEREKANDO
VEREADORA ELIS CONVERSOU COM O OBEREKANDO

Conhecida pela ação na área de Saúde, disse da relação com o Executivo e relembrou trajetória

 D

2017-04-10 às 15:23:15) Ela nasceu em 05/02/74 e foi eleita pelo PSB, partido que fazia parte da coligação de apoio ao ex-prefeito Gibson. Elisangela Resende Saldivar, que ficou mais conhecida como a Elis do Especialidades, foi a entrevistada do Site Oberekando na manhã desta segunda-feira.

“Tudo na vida são fases. Acho que ali eu conclui, e vamos para uma nova etapa”. Respondendo quanto a ser posição ou oposição política, disse: “Eu nunca me declarei oposição. Na verdade as pessoas rotularam, talvez pelo fato de que eu venha de uma outra corrente partidária”, mas ela vê que independente disso, devem ser somadas forças para se ter ações em prol dos munícipes.

Se está feliz por ser a componente feminina na atual legislatura, confessou-se ao mesmo tempo triste por ver a pouca participação da mulher, que em sua leitura, deva ocupar mais seu espaço e se engajar mais nas questões políticas. Telêmaco, citou ela, tem um maior percentual em sua população, feminino.

 

DIÁLOGO COM O PREFEITO MÁRCIO

“Na verdade, tenho respeito pelo prefeito, ele como autoridade. Acredito que ele possa a vir realizar um bom trabalho, de fazer uma boa gestão: desejo que isso ocorra. Hoje eu vejo com uma certa resistência. O Executivo com o Legislativo parece que não casam muito bem”, mas, acredita Saldivar, que isso é por ser ainda o início (de gestão) e também precoce devido a apenas o quarto mês de mandato. “O prefeito é uma pessoa do bem, e que ele queira tanto quanto nós vereadores, que as coisas aconteçam e pra isso, nós devemos caminhar juntos. Não é?”. Falou que o respeito mútuo, entre Executivo e Legislativo, onde cada voto dado pelo povo teve o mesmo valor, é preponderante.

 

ELIS DA ESPECIALIDADE: APELIDO CARINHOSO QUE FICOU!

Ela mesma acredita que o fato de estar coordenando o Centro de Especialidade na gestão anterior, foi também, agregador para que ela conseguisse se eleger: Um carisma evidente para tratar com todos, mas sobretudo vovôs e demais pessoas, que a davam carinho quase familiar. “Eu acredito muito nisso: no trato com as pessoas! Eu sempre procuro tratar as pessoas da forma com que sou tratada e isso nunca foi um marketing. A vontade que eu tinha de ter um trabalho que me realizasse era muito grande e quando isso aconteceu, eu agarrei com toda a força do meu coração!”.

PROCURA EM SE APERFERÇOAR: “Fiz a campanha pautada nisso também. Não é um certificado que vai te fazer você melhor que a outra pessoa, mas acredito que ele agrega muito valor, enquanto profissional. Falo que quando você passa por um banco de faculdade a sua mente abre, e os horizontes se expandem!”.

DE FAMÍLIA HUMILDE E EMPREGADA DOMÉSTICA: “Tenho muito orgulho de falar que já trabalhei como empregada doméstica. Venho de uma família de origem muito humilde”. Ela se viu aos 15 anos obrigada a trabalhar para ajudar na casa. Em 93 foi fazer um curso técnico em Ponta Grossa quando o filho tinha ainda nove meses: “Foi uma fase muito triste, pois imagina seu primeiro filho e você se desapegar!”. A vereadora relembrou que naquela época, ou você ia pra fora ou parava de estudar naquele momento em que encerrava o segundo grau, mas ela não quis se acomodar. Dentre os avanços em sua área acadêmica, que envolveram gestão, seja de saúde como também de pessoas, fez também graduação em Pedagogia e nesse interim, fora convidada pelo prefeito anterior para compor sua equipe.

 

PROJETOS

Na tarde de hoje (10), o projeto da Câmara Itinerante, de sua autoria, deverá ser colocado para apreciação dos colegas. “Visa aproximar a população do Legislativo.  Devemos chegar mais perto do povo. Ela dará vez e voz ao povo, com agregamento das regiões mais próximas de três em três meses, onde, trazidas pelos representantes dos bairros, que nós possamos fazer em forma de requerimento e indicação, às reivindicações desses moradores”: explicou a essência da proposta. Perguntado pelo site, se o projeto de Câmara Mirim, apresentado por Rubens Benck ainda na primeira gestão em que fez parte, poderia ser algo a se acrescentar, disse pensar que sim: “As nossas crianças hoje serão o futuro. Elas que farão parte da câmara legislativa, elas que estarão sentadas onde hoje nós estamos”. Elis acrescenta ter a opinião de que “Política” deveria ser inserida no currículo escolar, trazendo as pessoas a conhecê-la na essência: “A política é muito bonita. O que é feia é a politicagem que a envolve!”. Ela vê as duas modalidades como ferramentas que podem ser utilizadas para se trazer pessoas mais próximas do andar da vida político-administrativa da cidade.

 

LEIA TAMBÉM

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM SÓCIO TORCEDOR DA AVTB E PARTICIPE DAS VITÓRIAS DO VÔLEI DE TELÊMACO