ONLINE
24




Partilhe esta Página

ACITEL

DFF

d

ACITEL

s

sr

a

A

S

D

C

S

s

d

 DRTE 

D

 MDA

AGÊNCIA ESTADUAL DE NOTÍCIAS

S


PREFEITO MÁRCIO SE EMOCIONA E FALA DE PROJETOS
PREFEITO MÁRCIO SE EMOCIONA E FALA DE PROJETOS

Em entrevista exclusiva, falou da transformação da Concha em estacionamento. Expôs sua infância de trabalho, dificuldades e vitória

 s

2017-01-26 às 15:56:56) O prefeito de Telêmaco Borba recebeu o site Oberekando na manhã desta quinta-feira. Na pauta, a vida desde a infância do atual prefeito da Capital do Papel. Os desafios administrativos, o arrojo necessário para as realizações e a relação com a Câmara de vereadores.

O médico ortopedista, natural de Mineiros do Tietê (SP), que chega à Prefeitura após ter sido deputado federal, vê com satisfação a adoção por boa parte dos munícipes, do seu lema de campanha “Juntos somos mais”, agora sem coloração partidária, no discurso em prol da cidade, e melhor: colocado em prática.

Um gesto de carinho que vem sendo percebido aos poucos pela população e que vem desde o nascimento: ao encontrarem com o pai, os filhos do Dr. Márcio, não interessa o lugar que estejam; os cumprimentam com um beijo respeitoso na face!

 Eis a pauta abordada:

ÁREA 6

Tendo se reunido com os moradores deste local na sexta-feira passada, tranquilizou-os devido ao fato da retirada de algumas máquinas da empreiteira que faz a pavimentação, e também reiterou que eles não façam a ligação do esgoto por conta, enquanto a Sanepar não construir um bombeamento, pois isso poderia acarretar duras multas ao município. Ele disse que terminará a obra: “As obras iniciadas pelo prefeito Gibson vamos terminar todas da melhor forma possível, e vamos (começar) as nossas, que pretendemos fazer”. Quanto a isso, lembrou da necessidade de uma ligação asfáltica desta localidade ao Jardim Bandeirantes.  

 

CONCHA ACÚSTICA

 Um ato corajoso foi a arrancada para a mudança deste que um dia já fora o cartão postal da cidade, mas acabou por servir de abrigo e fruto de abandono há vários anos. Uma limpeza rendeu toneladas de lixos e entulhos.  Nesta semana se inicia a derrubada da “concha” em si, que deverá receber dois pavimentos de estacionamento e acima deles, quatro andares que servirão para abrigar secretarias e locais da administração pública. Hoje a prefeitura paga mensalmente, mais de 200 mil reais de aluguéis de prédios para comportar suas instalações, espalhadas pela cidade.

Como existe um veio d´água que parte desde a Casa da Cultura e passa pelo Furtadão, será feito um sistema de drenagem com canaletas, no que se construirá na concha. Outra reforma será no Centro de Convivência do Idoso. O prefeito tem um carinho especial pelo CCI por ter sido verba por ele solicitada, essa obra, enquanto ele era deputado federal.

 

ANTIGO PAM E UPA

Onde era o antigo Pronto Atendimento Municipal, e cujas obras já se iniciaram, é projeto se colocar ali o Centro de Especialidades, em sua plenitude.  Médico das 18 às 22 ou 23 horas fará atendimento corriqueiro - os mais simples, como forma de desafogar a Upa. Na Upa deverão ser disponibilizados aparelhos de eletrocardiograma, RX e glicemia. Algo que Márcio disse ter ficado abismado ao encontrar, foi uma quantidade enorme de exames cujas pessoas nem atrás foram, após terem sido feitos: “Quer dizer que eram exames que não se precisavam fazer”. Mattos fez um alerta para que a população nesse caso, siga as instruções que vierem do médico. Nesse sentido, alertou que será cobrado responsabilização do profissional médico, mas também da população. Depois de atendidos nesses locais, o paciente será conduzido quando necessário, ao hospital, e para isso, o município deverá firmar parcerias.

 

ATENDIMENTO ODONTOLÓGICO

Um implemento que é pretendido pelo prefeito, e que quando esteve com o paranaense ministro da Saúde, Ricardo Barros, em Ponta Grossa, falou a respeito, é uma unidade da rede CEO (Centro de Especialidades Odontológicas): Um tratamento mais complexo para esse segmento, e que supriria extrações, obturações e outros serviços mais simples que hoje são feitos.

 

PARQUE DE OBRAS

Mais uma ação que deverá ser posta em prática, será a mudança da secretaria de Obras e pátio de máquinas, um espaço do lado direito e esquerdo da rodovia. Antes, ele disse que deverá ser feito leilão ou venda de produtos inservíveis existentes hoje no pátio de máquinas. Neste local (atualmente na Macopa), o prefeito afirma que será estudado o que será feito, como por exemplo, a construção de um colégio ou algo assim.  

 

RELAÇÃO COM A CÂMARA

O fato do lema da campanha em que foi eleito prefeito, “Juntos somos mais” sendo hoje adotado não só por seu secretariado e colaboradores diretos, mas também pela maioria dos vereadores, é visto com satisfação por Matos, que disse estar surpreso, e que na época, eram seis os eleitos pela sua coligação: “Estou contente, porque todos estão conversando com a gente”. Ainda conclui: “Nas eleições éramos adversários políticos, e hoje sou o prefeito de todos. O vereadores têm um trabalho harmônico e todos trabalham por Telêmaco Borba”.

Exaltou também a legislatura anterior, que teve a sensibilidade de entender o momento nacional que afeta a todas as cidades, e que manteve, sem aumento, os salários deles próprios e dos cargos do Executivo. Quanto à finanças também, fez um elogio ao Sindicato dos Servidores Públicos Municipais, pela postura diante da negociação do reajuste salarial de 6,48% concedido à categoria.

 

NOTA PARANÁ

Outra bandeira que terá toda a atenção da administração será a cooperação da população em depositar suas notas fiscais nas caixas de coletas das associações filantrópicas do município, como Apae, Asilo, Amahteb e associações esportivas, entre outros, que já se encontram disponíveis em alguns estabelecimentos, e que serão espalhadas nos demais. Ele exemplificou o caso da Apae, onde a prefeitura disponibiliza de 5 a 6 professoras. “Isso reverte em muito dinheiro para as entidades. Se a gente fizer isso, já não precisa desse reforço da prefeitura. Vamos fazer esse trabalho e você vai ver como podemos melhorar isso”.

 

O PREFEITO CITOU TAMBÉM:

AMAHTEB: A Ong Amigos do Melhor Amigo do Homem de Telêmaco Borba foi destacada pelo chefe do Executivo, informando que está sendo reformado o canil, e construído um centro de castração dos animais.

CENTRAL DE CÂMERAS: Feito via Consórcio Caminhos do Tibagi, citado pelo prefeito de que há uma implicação junto à empresa responsável. São dois milhões de reais em jogo, informou ele.

ESPORTE: Uma área que sempre teve a atenção do cidadão Márcio. Ele frisou que foi se baseando nas necessidades e gostos por práticas esportivas de seus filhos, que há muito tempo se desloca para assistir o desempenho de Telêmaco nos mais diversos locais. Foram quatro dias de mandato, e ele já estava reunido com vários voluntários que tiram das ruas, muitas crianças, as oportunizando boas e saudáveis práticas.

VICE-PREFEITA: também secretária de Ação Social, adjetivou o titular do Executivo, como de grande hombridade e pessoa extraordinária, a sua vice-prefeita, exaltando inclusive o fato dos oito anos dela quando primeira-dama, ter exercido essa mesma função. “Uma força grande e a grande mola mestra dessa administração”, referindo-se à Rita Mara de Araújo.

 

HISTÓRIA DA VIDA REAL DE LUTA, TRABALHO DESDE CRIANÇA, DIFICULDADES, E VITÓRIA

s

O médico que queria dar sua contribuição à cidade que o acolheu, -Telêmaco Borba, veio de uma infância que se podia trabalhar, como assim ele o fez, seja para ter sua independência financeira, ou em certo momento, já na adolescência, por ver que seu pai, um empresário agrícola, que enfrentou a crise no campo.

Ele se emocionou ao lembrar sua trajetória, até chegar à faculdade. Desde sete anos de idade, pegava no batente como engraxate, trabalhou num pequeno armazém, pegava os cavacos secos de eucalípto e vendia para padarias, e assim também fazia com ossos, latinhas e ferro. Aos 12 anos, foi empacotador de café. “Naquele tempo, criança podia trabalhar! Meu pai e minha mãe nunca me obrigaram, mas eu vi a situação da família e eu mesmo resolvi ajudar”, explicou. Também foi cortador de cana.

Aos 13 anos de idade, a família se muda para Santo André, quando continuava entre as ocupações, a engraxar, ser vendedor de feira, e trabalhar num frigorifico. Entrou depois em um banco e na Pirelli. Como trabalhador e estudante, ia à pé do bairro até a escola. Ele encontrou uma boa saída: tornou-se cobrador de ônibus e assim não pagava a passagem.

POLÍTICA DESDE CRIANÇA

Hoje prefeito e já deputado federal, a política veio impregnada desde criança. Foi no ABC Paulista (Santo André), aos 14 anos, que ele assistiu o último comício de João Goulart. Amante do noticiário político, se recorda que na época da faculdade, por também ter que trabalhar e o acuamento nacional pela ditadura, não tinha muito tempo de se atualizar.  

Num dos momentos mais difíceis da família, foi surpreendido. Seu pai, de uma estreita amizade e fidelidade com o governador Ademar de Barros (SP), esse quando ficou sabendo da situação do amigo, ... eis que aparece naquela casa que foi adaptada em uma barbearia que na frente passava um córrego que praticamente era um esgoto e que a privada ficava num beco e o chuveiro era um cano – um carro de chapa branca aparece: era a esposa do governador Ademar. Compadecido da situação de Edeval Matos, mais conhecido como Dudu, o convocou para ir até o Palácio do Governo. “De lá, ele saiu com uma missão, que era achar um terreno, ver o preço, e construir uma casa”, lembrou. Completou o reconhecimento do amigo governador ao seu pai, bolsa de estudos para os filhos e um emprego à esposa (Mãe de Márcio): “A fidelidade à ele deu a possibilidade de nossa família se reerguer”. Isso em 1961. O hoje prefeito de Telêmaco chorou quando lembrou ao Oberekando: “Talvez essa sensibilidade que eu tenho com as pessoas pobres e em condições mais críticas é porque eu sofri isso!”.

Assista a entrevista na íntegra!

 

LEIA TAMBÉM

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM SÓCIO TORCEDOR DA AVTB E PARTICIPE DAS VITÓRIAS DO VÔLEI DE TELÊMACO